Fórum Forex Brasil

Lugar da Comunidade Forex

photo
Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos
+ Responder ao Tópico
Página 23 de 24 FirstFirst ... 1321222324 ÚltimoÚltimo
Resultados de 221 a 230 de 233

Thread: América do Norte - Notícias

  1. #221
    Senior Member Jane_st's Avatar
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Local
    São Paulo
    Postagens
    122
    Accumulated bonus
    19.81 USD
    Obrigado
    12
    Agradecimentos 124 Tempos em 87 Postagens

    . Trump se prepara para discursar sobre a 'crise' da fronteira

    O presidente dos EUA Donald Trump anunciou que fará um pronunciamento a noite para sobre a “crise” na fronteira sul com o México.

    O governo continua sob o paralisação parcial enquanto Trump negocia com o Congresso sobre o financiamento para o muro da fronteira.

    Todas as principais as redes de televisão dos EUA concordaram em transmitir o discurso de Trump, levando os democratas, que alegam que um muro seria caro, ineficiente e imoral, a buscar tempo igual.

    As negociações para encerrar a paralisação parcial do governo fracassaram pela insistência do presidente em financiar US$ 5,7 bilhões, deixando várias agências governamentais fechadas e cerca de 800 mil funcionários do governo em recesso ou trabalhando sem remuneração.

  2. The Following User Says Thank You to Jane_st For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  3. Fb
  4. #222
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    414
    Accumulated bonus
    34.59 USD
    Obrigado
    23
    Agradecimentos 101 Tempos em 61 Postagens

    Trump, um homem preso em seu muro

    O muro de Trump entrará na história como um prodígio do marketing político e um paradigma dos perigos que implica levá-lo às últimas consequências. A ideia foi forjada na excêntrica corte de assessores do magnata imobiliário quando este começou sua corrida presidencial, por volta de 2014. A indisciplina do candidato, incapaz de se ater a um roteiro, levou seus conselheiros a buscar um slogan para garantir que falasse sobre imigração, um assunto que tinham identificado como o cavalo vencedor que o levaria à Casa Branca.

    Em entrev ista ao New York Times, Sam Nunberg lembra que a questão era "Como faz~elo falar sobre imigração?" então surgiu a ideia de fazê-lo falar sobre o muro, um muro que já separou familias, nações, progresso e a liberdade.

    A ideia funcionou. Ela se encaixava perfeitamente com a personalidade do candidato, partidário de mensagens simples, e apelava ao construtor que é. “Acho que ele ouve o bip, bip, bip de um caminhão betoneira dando marcha a ré, o produto sendo vertido e o muro crescendo, e ele não consegue resistir a isso. Ele adora”, disse no mesmo jornal Michael D’Antonio, jornalista e biógrafo de Trump.

    O candidato fez seu o slogan e este se tornou o cabo que o conectou com seus eleitores. Em auditórios de todo o país, Trump era recebido com o grito de “Construa o muro!”. O problema é que Trump ganhou as eleições e seus acólitos não tiraram as camisetas do muro. O presidente, que não conseguiu aumentar seu espectro de eleitores nestes dois anos, precisa manter suas bases em guarda, e nada os mobiliza mais do que a construção do muro. No iniio era algo abstrato que servia para falar da segurança na fronteira, mas logo se tornou um símbolo eficaz da necessidade de lutar contra a imigração, o comércio, o terrorismo... de frear a globalização e enfrentar todos os seus males. O problema é que Trump acabou completamente ligado a um muro que começou como uma poderosa peça de simbolismo.

    Por ironia os democratas conquistaram a maioria na Câmara dos Representantes e o país começa agora uma nova fase de poder compartilhado. Não financiar o muro, para os democratas, é um símbolo de resistência. Assim, a disputa provocou uma paralisação parcial do Governo que está prestes a se tornar a mais longa desde 1980. Nesta mesma quarta-feira, o presidente abandonou repentinamente uma nova reunião com os líderes democratas do Congresso para tentar encontrar uma saída, reunião que definiu como “total perda de tempo”. Depois de quatro anos falando sobre o assunto, o presidente está preso em uma armadilha que ele próprio armou.

    O muro se tornou o elemento definidor da presidência de Trump e o mais notável é que nem mesmo o setor duro o vê como prioridade na luta contra a imigração. A prioridade para eles é impedir que os imigrantes entrem no sistema legal.

    O presidente, como ficou claro em sua mensagem à nação na terça-feira, justifica agora seu pedido de financiamento para o muro, alegando “uma crise humanitária e de segurança, exageros a parte, será que Trump irá ser bem sucedido em sua cruzada.

    Fala de crimes cometidos por imigrantes sem documentos, de um fluxo de terroristas e de drogas que provoca a epidemia de opiáceos que sofre o país. Tudo com uma frágil base factual: nem os imigrantes sem documentos cometem mais crimes do que os nacionais, nem há rastro de terroristas se esgueirando pela fronteira, nem o grosso dos opiáceos são introduzidos pelas pessoas que a atravessam ilegalmente.

    Quando o presidente começou a falar do muro, a imigração ilegal estava em seu nível mais baixo em quase meio século. Hoje, por outro lado, é mais justificável falar em crise: a chegada maciça de famílias solicitando asilo, combinada com a exigência do Governo de que permaneçam em reclusão até que seu pedido seja resolvido, saturou os centros de acolhida. O número de prisões na fronte ira continua estável, a mudança é que cada vez mais crianças e famílias estão chegando, e mais centro-americanos e menos mexicanos. O mexicano que cruzava costumava ser um indivíduo sozinho, os centro-americanos tendem a vir com a família.

    Mas a verdade é que a maioria das pessoas sem documentos não entra cruzando ilegalmente, mas chega legalmente e fica mais tempo do que o permitido. É por isso que o muro é uma solução do século XX para um problema do século XXI”, conclui.

    Será que Trump, como um menino mimado que não conseguiu o que queria, vai encontrar outras formas de financiar o muro? Certamente não poupará esforços, naõ importa as conseguências disso.

  5. The Following User Says Thank You to Marcus Moreira For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  6. #223
    Senior Member Jane_st's Avatar
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Local
    São Paulo
    Postagens
    122
    Accumulated bonus
    19.81 USD
    Obrigado
    12
    Agradecimentos 124 Tempos em 87 Postagens

    Inflação nos EUA será o centro das atenções

    Os números da inflação no varejo serão o foco do calendário econômico de sexta-feira, à medida que o Departamento de Trabalho divulga o relatório do índice de preços ao consumidor (IPC) de dezembro às 11h30.

    Em média, os economistas esperam que o {{ec-69||IPC}} tenha caído 0,1% no mês passado. Mas o {{ec-56|núcleo do IPC}}, que exclui preços voláteis de alimentos e energia, deve ter subido 0,2% em dezembro.

    Anualmente, espera-se que o {{ec-736|IPC principal}} apresente um aumento de 2,2%, ligeiramente acima da meta de 2% da Reserva Federal.

    Os diretores do Fed, especialmente o chefe Jerome Powell, dominaram mais os mercados do que os indicadores econômicos dos últimos tempos. Mas é importante notar que a "paciência" do Fed também tornará os formuladores de políticas mais dependentes dos dados.

  7. The Following User Says Thank You to Jane_st For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  8. #224
    Senior Member
    Data de afiliação
    May 2018
    Postagens
    402
    Accumulated bonus
    254.81 USD
    Obrigado
    19
    Agradecimentos 468 Tempos em 270 Postagens

    Trump cancela viagem de delegação dos EUA ao Fórum Econômico Mundial em Davos

    Name:  LYNXNPEF0H0PX_L.jpg
Views: 77
Size:  56.4 KBO presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cancelou a viagem da delegação norte-americana completa ao Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, devido à paralisação parcial do governo, de acordo com comunicado divulgado na quinta-feira pela porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders.

    Trump, que compareceu ao fórum no ano passado, planejava ir a Davos novamente este ano, mas desistiu na semana passada em meio a um impasse com democratas no Congresso sobre o financiamento de um muro na fronteira do país com o México que levou à paralisação parcial do governo.

    O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e o secretário de Estado, Mike Pompeo, iriam liderar a delegação norte-americana no lugar de Trump, disseram duas autoridades graduadas do governo nesta semana.

    Mnuchin e Pompeo planejavam fazer um discurso conjunto na sessão de abertura do fórum no dia 22 de janeiro. Os dois também iriam organizar um jantar de ministros de Finanças e Relações Exteriores do G7 para discutir questões econômicas e de segurança nacional.

    O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, e o representante comercial do país, Robert Lighthizer, também participariam da delegação.

  9. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a Mike_Mike por este post útil:

    Unregistered (2 )

  10. #225
    Senior Member
    Data de afiliação
    May 2018
    Postagens
    402
    Accumulated bonus
    254.81 USD
    Obrigado
    19
    Agradecimentos 468 Tempos em 270 Postagens

    'Shutdown' nos EUA

    Nos EUA, a crise interna provocada pela paralisação do governo federal, que já dura mais de 1 mês, tem hoje mais um capítulo. O Senado vota as propostas apresentadas por democratas e pelo presidente Donald Trump para encerrar o 'shutdown'. O texto da oposição não prevê os mais de US$ 5 bilhões para a construção do muro com o México. Já a proposta de Trump inclui os recursos e também uma assistência temporária para os chamados 'dreamers', jovens que foram levados ilegalmente aos EUA quando crianças.

  11. The Following User Says Thank You to Mike_Mike For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  12. #226
    Senior Member
    Data de afiliação
    Jul 2018
    Postagens
    172
    Accumulated bonus
    104.60 USD
    Obrigado
    39
    Agradecimentos 286 Tempos em 139 Postagens

    EUA processam chinesa Huawei

    Os EUA anunciou que fará acusações criminais contra a Huawei Technologies da China, ampliando a disputa com a maior fabricante de equipamentos de telecomunicações do mundo.

    O Departamento de Justiça acusou a Huawei e sua diretora financeira, Meng Wanzhou, de conspirar para violar as sanções contra o Irã, fazendo negócios com Teerã através de uma subsidiária que tentou esconder.

    Válido lembrar que Meng, a filha do fundador da Huawei, foi presa em Vancouver em 1º de dezembro e foi realizado um pedido de extradição pelos EUA.

    O desenvolvimento desta ação provavelmente enfraquecerá as perspectivas de um acordo comercial EUA-China, enquanto os mercados aguardam com atenção a próxima rodada de negociações entre os gigantes econômicos marcados para quarta e quinta-feira.

  13. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a Mpaiva por este post útil:

    Unregistered (2 )

  14. #227
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    414
    Accumulated bonus
    34.59 USD
    Obrigado
    23
    Agradecimentos 101 Tempos em 61 Postagens

    Trump se reunirá com o vice-primeiro-ministro da China

    O presidente dos EUA Donald Trump, se reunirá com o vice-premiê chinês Liu He na sala Oval às 15h30 (18h30 no horário de Brasília), no que será a reunião de mais alto escalão desde que Trump e o presidente chinês Xi Jinping concordaram com uma trégua de 90 dias em sua guerra comercial em dezembro.

    Os dois países abriram uma importante rodada de negociações de alto nível nesta quarta-feira, com o objetivo de resolver sua disputa comercial em meio a profundas diferenças em relação às práticas chinesas sobre propriedade intelectual e transferência de tecnologia.

    A última rodada de discussões vem com cerca de um mês antes do prazo final de 2 de março imposto pelos EUA, para aumentar as tarifas de US$ 200 bilhões em produtos chineses.

  15. The Following User Says Thank You to Marcus Moreira For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  16. #228
    Senior Member Jane_st's Avatar
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Local
    São Paulo
    Postagens
    122
    Accumulated bonus
    19.81 USD
    Obrigado
    12
    Agradecimentos 124 Tempos em 87 Postagens

    Trump considera atrasar novas tarifas da China

    Os mercados acompanham as discussões comerciais entre os EUA e a China para ver se alguma outra notícia se materializa em meio a sinais recentes de que as duas maiores economias do mundo estão trabalhando para resolver suas diferenças.

    O presidente americano Donald Trump declarou na terça-feira que ele poderia ficar tentado a adiar o prazo se os dois lados fizessem um acordo.

    O Secretário do Tesouro Steven Mnuchin, junto com o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, chegaram a Pequim nesta terça-feira. Os dois estão programando manter conversas na quinta e sexta-feira com o vice-primeiro-ministro Liu He, o principal assessor econômico de Xi.

    Washington e Pequim estão tentando fechar um acordo antes do prazo final de 1º de março, quando as tarifas sobre importações chinesas no valor de US$ 200 bilhões devem aumentar de 10% para 25% nos EUA.

    Resta aguardar a decisão do controverso líder americano sobre esta questão.

  17. #229
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    149
    Accumulated bonus
    19.80 USD
    Obrigado
    84
    Agradecimentos 88 Tempos em 47 Postagens

    Estados norte-americanos processam Donald Trump por ter declarado emergência nacional

    Parece que Trump está disposto a causar polêmica, e fazer tudo para a construção do seu muro . Uma coalizão de 16 estados norte-americanos, liderada pela Califórnia, entrou na Justiça nesta segunda-feira (18) contra o governo do presidente Donald Trump após ele ter declarado emergência nacional. A medida foi tomada na sexta-feira pelo republicano para garantir o financiamento do muro na fronteira dos Estados Unidos com o México.
    O grupo dos 16 estados argumenta que Trump desrespeitou a separação de poderes.

    A declaração de emergência deu a Trump permissão para usar fundos federais sem aprovação do Congresso. Tudo isso porque os parlamentares rejeitaram, em dezembro, a proposta de orçamento que incluía US$ 5,7 bilhões para a obra do muro. Com a ausência do acordo, o governo ficou parcialmente paralisado por mais de 30 dias – o maior "shutdown" da história dos Estados Unidos.

    Trump, então, chegou a um acordo com congressistas para que apresentassem uma nova proposta de orçamento até 15 de fevereiro. Os parlamentares formularam um texto final sem incluir o dinheiro para o muro. Então, o presidente decidiu declarar emergência para forçar o financiamento da obra na fronteira com o México. Com a medida, Trump obteve US$ 6,7 bilhões a mais do que os US$ 1,4 bilhões previstos para reforçar a segurança na fronteira.

    Segundo a coalização, Trump está usando o dinheiro do contribuinte para conseguir seus propósitos, e a presidência não é palco para manobras e nem teatro. Mas Trump parece levar seu projeto até as últimas consequências. A questão fica no ar: Será que esta medida tomada pela coalização irá deter Trump?

  18. The Following User Says Thank You to Khris Mathias For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  19. Fb
  20. #230
    Administrator
    Data de afiliação
    Aug 2015
    Postagens
    136
    Accumulated bonus
    1.60 USD
    Obrigado
    64
    Agradecimentos 43 Tempos em 42 Postagens
    Segundo a coalização, Trump está usando o dinheiro do contribuinte para conseguir seus propósitos, e a presidência não é palco para manobras e nem teatro. Mas Trump parece levar seu projeto até as últimas consequências. A questão fica no ar: Será que esta medida tomada pela coalização irá deter Trump?
    testtesttest

    ---------- Post added at 11:48 AM ---------- Previous post was at 11:45 AM ----------

    Segundo a coalização, Trump está usando o dinheiro do contribuinte para conseguir seus propósitos, e a presidência não é palco para manobras e nem teatro. Mas Trump parece levar seu projeto até as últimas consequências. A questão fica no ar: Será que esta medida tomada pela coalização irá deter Trump?
    testtestest

+ Responder ao Tópico
Página 23 de 24 FirstFirst ... 1321222324 ÚltimoÚltimo

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts