Fórum Forex Brasil

Lugar da Comunidade Forex

photo
Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos
+ Responder ao Tópico
Página 2 de 4 FirstFirst 1234 ÚltimoÚltimo
Resultados de 11 a 20 de 33

Thread: Carros

  1. #11
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    185
    Accumulated bonus
    32.25 USD
    Obrigado
    28
    Agradeceu 21 vezes em 19 publicações
    Chevrolet Tracker ganha controle de estabilidade de série e parte de R$ 92.190 na linha 2019


    O Chevrolet Tracker chegou à linha 2019 com novidades. Agora, o SUV passa a ter controles de estabilidade e tração de série em todas as configurações, mas está mais caro: parte de R$ 92.190.

    Quem mais sofreu com a alteração de preços foi o Tracker LT, único até então sem o ESP. Ele saltou de R$ 89.790 para R$ 92.190. Já a série Midnight, que ainda não tinha seu preço divulgado, custa R$ 105.690. Veja todos os preços abaixo.

    Sem qualquer alteração visual ou de equipamentos nas demais versões, o modelo segue equipado de fábrica com luz diurna (halógena na LT e em led na Premier), sistema de ancoragem para cadeirinhas infantis (Isofix) e central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay.

    O Tracker Midnight se diferencia pelo visual, com rodas de 18 polegadas pintadas de preto e emblemas da Chevrolet da mesma cor.

    Permanece o motor 1.4 turbo flex de até 153 cv de potência e 24,5 kgfm de torque, com câmbio automático de 6 marchas e tração dianteira.

    A falta do ESP
    Criticado durante seu lançamento, no início de 2017, por não oferecer o item de segurança em nenhuma configuração, o Tracker adotou os controles de estabilidade (ESP) e tração para a topo de linha pouco tempo depois, em outubro do mesmo ano.

    Além do acréscimo, o modelo mais caro também trocou a nomenclatura LTZ pela Premier, seguindo o padrão internacional da marca.

    Fonte: Revista Auto Esporte

  2. <a href="">Форекс портал</a>
  3. #12
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    140
    Accumulated bonus
    6.77 USD
    Obrigado
    26
    Agradeceu 13 vezes em 11 publicações
    Encontro de carros antigos em SP tem calhambeques e esportivos no passado

    O tradicional encontro de carros antigos na Estação da Luz no centro de São Paulo, neste domingo (4), reuniu calhambeques Ford da década de 1920, kombis, fuscas e esportivos do passado. O encontro acontece no primeiro domingo de todo mês, e reune colecionadores de carros antigos. Vejas fotografias em: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/no...ja-fotos.ghtml

    Fonte: G1

  4. #13
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    209
    Accumulated bonus
    27.62 USD
    Obrigado
    17
    Agradeceu 11 vezes em 8 publicações
    Mercedes-Benz mostra novo Classe A e destaca linha AMG

    A Mercedes-Benz chegou ao Salão de São Paulo com novidades e foco na esportividade. Além da nova geração do Classe A, a marca destaca modelos da divisão esportiva AMG.

    O novo Classe A faz sua estreia no Brasil já em suas duas variantes: além do hatch, que chega às lojas em dezembro por R$ 199.900 em uma série limitada de 100 unidades, a marca traz também a inédita configuração sedã, prevista para chegar às lojas no segundo trimestre de 2019.

    Durante o evento, os modelos estão representados pela versão A 250 Launch Edition, com motor 2.0 turbo de quatro cilindros com 224 cavalos de potência e câmbio automático de 7 marchas.

    Também pela primeira vez no Brasil, o AMG GT 63 S, configuração de quatro portas do esportivo AMG GT, revela no Salão o modelo que irá às lojas no primeiro trimestre de 2019 por R$ 1.084.900.
    Name:  20181106125247-f99a9744.jpg
Views: 28
Size:  30.5 KB
    Ele é equipado com motor 4.0 V8 biturbo de 639 cavalos de potência com câmbio automático de 9 velocidades. Para ir de 0 a 100 km/h, ele leva 3,2 segundos. A velocidade máxima é de 315 km/h.

    Na contramão do superpotente AMG GT 63 S, o EQ Concept antecipa o primeiro carro elétrico da Mercedes. O SUV é o rival direto do Audi e-tron, também presente no evento.

    Ainda entre os AMG, o Salão marca a estreia dos novos AMG G 63 Edition 1, SUV de R$ 1 milhão com motor V8 biturbo de 585 cavalos, o sedã AMG E 53, com motor de seis cilindros em linha e 435 cavalos, além de C 63 S e GLC 63, com 510 e 476 cavalos de potência, respectivamente.

    E o Project One também veio "passear" em São Paulo. Primeiro projeto de "hipercarro" híbrido da Mercedes-AMG, ele foi revelado no Salão de Frankfurt, em setembro passado.

    Name:  20181106125316-f99a9749.jpg
Views: 3
Size:  197.6 KB

    Fonte: Revista Auto Esporte

  5. #14
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    119
    Accumulated bonus
    38.18 USD
    Obrigado
    27
    Agradeceu 0 vezes em 5 publicações
    Ferrari lança 488 Pista no Brasil por R$ 3,7 milhões

    Name:  20181107154909-f99a0561.jpg
Views: 3
Size:  93.4 KB

    A Ferrari 488 Pista foi lançada nesta quarta-feira (7) no Brasil, durante o 2º dia de apresentações no Salão do Automóvel 2018. Além do esportivo italiano, a Via Itália, representante da marca no Brasil, também mostrou Lamborghini Urus, Rolls-Royce Cullinan e Maseratti Levante.

    'Supercarros' são apresentados no salão, veja os preços:

    Rolls-Royce Cullinan - R$ 4,4 milhões
    Ferrari 488 Pista - R$ 3,7 milhões
    Lamborghini Urus - R$ 2,4 milhões
    Maserati Levante - R$ 1,7 milhões

    Ferrari 488 Pista
    Com tecnologias derivadas dos modelos de pista 488 GTE e 488 Challenge, o esportivo possui motor V8 3.9 que chega a 720 cavalos de potência.
    De acordo com a montadora, o modelo faz de 0 a 100 km/h em 2,85 segundos e de 0 a 200 km/h em 7,6 s,. Sua velocidade máxima é de 340 km/h.

    Fonte: Revista Auto Esporte

  6. The Following User Says Thank You to usuarioforum For This Useful Post:

    Haviz (11-16-2018)

  7. #15
    Junior Member
    Data de afiliação
    Nov 2018
    Postagens
    3
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    0
    Agradeceu 0 vezes em 0 publicações
    Name:  20181107154909-f99a0561.jpg
Views: 3
Size:  93.4 KB

    hgfchcrchgcykth

  8. #16
    Junior Member
    Data de afiliação
    Nov 2018
    Postagens
    3
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    0
    Agradeceu 0 vezes em 0 publicações
    Name:  arena-corinthians.jpg
Views: 4
Size:  280.9 KB


    jvghgvhvk

  9. #17
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    140
    Accumulated bonus
    6.77 USD
    Obrigado
    26
    Agradeceu 13 vezes em 11 publicações
    Futuro da Audi tem carros movidos a gás, elétricos e autônomos

    Johannes Roscheck, presidente da Audi do Brasil, vê o futuro da empresa em três tendências principais: novos serviços de mobilidade, carros elétricos e os autônomos, que contam com auxílio da tecnologia para tirar grande parte–ou toda–a responsabilidade de dirigir das mãos dos seres humanos. Nesse contexto, a próxima etapa da Audi deve combinar a venda de veículos com a de serviços. Em entrevista a EXAME, Roscheck conta como o Brasil se insere nessas tendências. Leia a seguir.

    Johannes Roscheck: Esse tema está vinculado à economia. O Brasil é número 1 em biocombustível. Pelo cuidado com o meio ambiente, seria o suficiente ter uma frota de carros flex, com todo mundo usando bioetanol, sem caminhões velhos nas ruas. Os carros novos já resolvem o problema de emissão demasiada de CO2. O etanol, como biocombustível de primeira geração, faz com que praticamente 80% de tudo que é queimado seja neutro em CO2. O Brasil, por isso, não teria tanta necessidade de se mover em direção ao carro elétrico. Nos Estados Unidos, a história é diferente. O movimento de cuidar do meio ambiente é forte e o país não tem tanto combustível próprio. A necessidade de reduzir poluentes é muito maior. Isso cria um ambiente favorável a uma tecnologia nova.

    Por outro lado, precisamos falar de geração de energia elétrica no Brasil. Grande parte é gerada em hidrelétricas, mais de 80%. EUA e Europa têm menos do que isso. Um carro movido a eletricidade nos Estados Unidos pode ser mais negativo para o meio ambiente do que o a gasolina. É uma discussão de dilema de Tostines.

    Por fim, há a questão do preço. O Brasil cria, através da redução dos impostos de importação e do IPI, um incentivo para o cliente comprar carros que hoje em dia ainda são muito mais caros do que um movido a gasolina. O carro elétrico faz parte do futuro da Audi e da realidade de centros urbanos, como São Paulo. Outras regiões vão demorar mais para ter a infraestrutura necessária para ele.

    Fonte: Exame

  10. #18
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    185
    Accumulated bonus
    32.25 USD
    Obrigado
    28
    Agradeceu 21 vezes em 19 publicações

    Depois das bicicletas, startups apostam em carros compartilhados

    Dois anos depois de vender o carro para se locomover por São Paulo de bicicleta, o administrador de empresas Victor Brasil, de 31 anos, voltou a recorrer ao transporte motorizado. Mas agora, em vez de bancar os custos de um veículo próprio, optou pelo compartilhamento. Três vezes por semana, para ir e voltar dos treinos de triatlo, ele aluga um carro por hora. “Às vezes, também pego o carro para ir rapidinho ao supermercado, já que não dá para carregar sacolas na bicicleta.”

    O compartilhamento de automóveis segue uma lógica parecida com a de aluguel de bicicletas, em que é possível pegar o veículo em um ponto e deixar em outro, com o uso de um aplicativo. No mundo esse mercado já chamou a atenção de grandes montadoras. Mas, no Brasil, são as pequenas empresas, a maioria startups, que dominam a prestação desse serviço. Atualmente, elas operam com cerca de 8 mil veículos e têm 230 mil usuários cadastrados, a maioria em São Paulo.

    Essas empresas dispõem de frota própria ou fazem intermediação de pessoas que colocam seus automóveis à disposição de quem quer alugá-los. Toda a transação é online. Os números de usuários e frota foram fornecidos por sete das oito empresas que prestam o serviço: Moobie, Olacarro, Target, Turbi, Urbano, VAMO e Zazcar.

    Nos EUA, na China e na Europa, o chamado carsharing está em expansão, inclusive com ativa presença de montadoras. A consultoria internacional Frost ? o proprietário precisa ter desapego, o que exige mudança de hábito dos dois lados”, diz Claudia Woods, presidente da Webmotors, site de compra e venda de veículos.

    “O serviço de carsharing ainda é pequeno no Brasil, mas vem sendo acelerado”, diz Tamy Lin, que fundou a Moobie no ano passado. Hoje, a empresa tem 150 mil pessoas cadastradas e 7 mil carros à disposição para locação, dos quais 600 estão ativos. O desempenho da empresa atraiu investidores-anjo que vão liberar R$ 15 milhões em 2019 para ampliação de operações. A Moobie também fará parceria com uma seguradora e testa um produto de entrega de carros na residência do cliente.

    Com operação em São Paulo e em mais de 100 cidades do interior, além de Curitiba (PR), a empresa promove o encontro entre locadores e locatários – como uma espécie de Airbnb automotivo – e fica com 20% do valor da transação.

    O aposentado Paulo Roberto Silva, de 73 anos, colocou seu Renault Sandero à disposição da plataforma. “É uma forma de obter uma receita extra”, diz ele, que ganha em média R$ 1 mil por mês ao alugar seu carro de uma a três vezes por semana.

    Fonte: Exame

  11. #19
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    119
    Accumulated bonus
    38.18 USD
    Obrigado
    27
    Agradeceu 0 vezes em 5 publicações
    Jeep mostra a Gladiator, a picape conversível do Wrangler

    A Jeep revelou oficialmente a Gladiator. Nascida nos anos 1960 como a picape do SUV Wagoneer e apresentada como conceito em 2005, a picape será um dos destaques do Salão de Los Angeles.

    Na prática, a Gladiator não passa de uma picape Wrangler. Ela tem como base a versão de 7 lugares do jipão, mas utiliza eixos maiores, suspensão com braços mais longos, além de alterações nos sistemas de freios e rodas para suportar mais carga (725 kg) e reboque (3.470 kg).

    De acordo com a marca, inicialmente o modelo será equipado com motor 3.6 V6 de 289 cavalos de potência e 35,9 kgfm de torque e câmbio manual de 6 marchas ou automática de 8.

    Para 2020, ele ganhará um 3.0 V6 turbodiesel de 263 cavalos e 61,1 kgfm de torque. Neste caso, a transmissão será sempre a automática de 8 marchas.

    Ao todo a Gladiator terá 4 versões: Sport, Sport S, Overland e Rubicon. Cada uma delas terá um conjunto diferente de suspensão e de sistema de tração, alternando de acordo com o apelo dado pela Jeep às configurações.

    Déja vù
    A aparência da Gladiator pode parecer familiar - e é. Até a porta traseira todos os elementos são exatamente os mesmos do Wrangler, incluindo os faróis de led e o formato das janelas. A partir daí, a picape ganha caçamba e lanternas exclusivas, também iluminadas por leds.

    O mesmo acontece no interior, com visual que mescla modernidade com nostalgia. A central multimídia pode ter 5, 7 ou 8,4 polegadas, de acordo com a versão.

    Assim como em outros modelos da marca, o teto da Gladiator pode ser rígido ou de lona e é removível (é isso mesmo, uma picape conversível) e o para-brisa é basculante.

  12. <a href="">Форекс портал</a>
  13. #20
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    209
    Accumulated bonus
    27.62 USD
    Obrigado
    17
    Agradeceu 11 vezes em 8 publicações
    Polo e Virtus ganham versão para pessoas com deficiência por R$ 69.990

    Os Volkswagen Polo e Virtus ganharam versões dedicadas ao público PCD (Pessoas com Deficiência). Chamadas de Sense, elas têm configurações diferentes para os modelos, mas saem pelo mesmo preço: R$ 69.990.

    O Polo é equipado com motor 1.0 turbo de até 128 cavalos de potência e câmbio automático de 6 marchas.

    Entre os equipamentos, o hatch oferece ar-condicionado, controles de estabilidade e tração, retrovisores elétricos, central multimídia com Android Auto e Apple CarPlay, sensores de ré e direção elétrica.

    Não há rodas de liga leve, faróis de neblina e repetidores de seta nos retrovisores, deixados para trás na redução dos preços.

    Já o Virtus precisou fazer mais uma economia e substitui o motor 1.0 turbo do Polo pelo 1.6 de até 120 cavalos de potência. O câmbio é automático de 6 marchas e o pacote de equipamentos segue o do "irmão" hatch.

    Para ambos os modelos a Volkswagen não oferece pacotes opcionais e, para a carroceria, só estão disponíveis as cores preto, branco e vermelho.

    Via G1 Auto Esporte

+ Responder ao Tópico
Página 2 de 4 FirstFirst 1234 ÚltimoÚltimo

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts