Fórum Forex Brasil

Lugar da Comunidade Forex

photo
Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos
+ Responder ao Tópico
Página 5 de 6 FirstFirst ... 3456 ÚltimoÚltimo
Resultados de 41 a 50 de 59

Thread: Índices

  1. #41
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    159
    Accumulated bonus
    6.77 USD
    Obrigado
    26
    Agradeceu 26 vezes em 24 publicações
    ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 0,15% aos 25.875 pontos e o Shenzhen Composite ficou em queda de 0,12% a 1.299. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,28% aos 9.563. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,69% a 5.722. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em queda de 0,58% a 2.025. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,65% a 3.122. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,82% aos 20.204. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,36% aos 35.980.

    Na Ásia as bolsas fecharam sem direção, com o MSCI Ásia Pacífico ficando próximo da estabilidade (alta de 0,1%). Notícias corporativas fizeram a bolsa da Coreia recuar. O iene se desvalorizou contra o dólar. Na agenda da região, o Japão divulgou indicadores e a Austrália tem números para o final desta tarde. As negociações formais entre Estados Unidos e a China para interromper a guerra comercial prosseguem hoje.

    EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em alta de 1,13% aos 346.75, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 0,70% a 19.086; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 1,17% a 8.879; o DAX 30 (Frankfurt) estava em alta de 0,84% a 10.837; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 1,04% a 6.881; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 1,49% a 4.789; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,23% a 4.935.

    Na Europa, os mercados operam em território positivo. O euro está se depreciando ante o dólar. Para a região serão apresentados indicadores e as atenções se concentram na retomada da discussão do processo Brexit.

    ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) estava em alta de 0,75% aos 2.569. O Dow Jones (futuros) seguia em alta de 0,81% aos 23.700. O Nasdaq (futuros) estava em alta de 0,84% aos 6.550.

    Os principais índices futuros de ações americanos operam em alta hoje. Os Treasuries de 10 anos caindo para 2,7012% a.a.. O dólar está ganhando ligeiramente valor hoje contra a maioria das moedas. Por lá serão apresentados indicadores e é esperado também uma declaração do presidente Donald Trump. O governo permanece trancado.

    BRASIL – O Ibovespa está em alta de 0,06% aos 91.752 pontos.

  2. The Following User Says Thank You to ulier22 For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  3. <a href="http://www.mt5.com/forex_humor">Форекс портал</a>
  4. #42
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    128
    Accumulated bonus
    38.18 USD
    Obrigado
    28
    Agradeceu 7 vezes em 11 publicações
    Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários(09/19).

    ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 2,27% aos 26. 462 pontos e o Shenzhen Composite ficou em alta de 0,54% a 1.306. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 1,83% aos 9.738. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,98% a 5.778. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em alta da de 1,95% a 2.064. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 1,12% a 3.158. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,10% aos 20.427. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,64% aos 36.212.

    Na Ásia as bolsas fecharam em forte alta, com o MSCI Ásia Pacífico subindo 1,3%. O iene se desvaloriza contra o dólar hoje, -0,16%, cotado a ¥/US$ 108,92. O dia foi de indicadores para o Japão e a Austrália.

    EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em alta de 0,82% aos 348.69, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 1,22% a 19.228; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 0,08% a 8.854; o DAX 30 (Frankfurt) estava em alta de 0,89% a 10.900; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,94% a 6.926; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 1,08% a 4.824; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 1,05% a 4.961.

    Na Europa, as bolsas de ações operam no azul. Em dia de indicadores positivos para a Zona do Euro, os investidores também estão animados com as discussões comerciais entre os Estados Unidos e a China, embora sem a divulgação do conteúdo. As moedas operam recuadas.

    ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) estava em alta de 0,97% aos 2.574. O Dow Jones (futuros) seguia em alta de 1,09% aos 23.787. O Nasdaq (futuros) estava em alta de 1,08% aos 6.897.

    Os principais índices futuros de ações americanos operam em alta hoje. O dólar está perdendo valor contra a maioria das moedas, com o índice DXY recuando. O impasse entre o presidente Donald Trump e o Congresso prossegue em relação à aprovação do orçamento federal, com a paralisação de boa parte das atividades do governo federal.
    Na agenda está a ata da reunião do FOMC, bem como os estoques de petróleo e apresentações de membros do Fed.

  5. #43
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    287
    Accumulated bonus
    27.62 USD
    Obrigado
    20
    Agradeceu 30 vezes em 27 publicações
    Indices Asiáticos

    Depois da queda dos principais índices norte-americanos, foi a vez das bolsas asiáticas.

    No Japão, o índice Nikkei da Bolsa de Valores de Tóquio caiu mais de 5%.

    Na China, a bolsa de Xangai perdeu 2,1%.

    As quedas foram registadas também na Tailândia e em Taiwan.

    As preocupações dos investidores seguem-se a uma segunda-feira negra em Wall Street. O Dow Jones recuou quase 3% e afundou para mínimos de 20 meses, influenciado pela paralisação parcial do governo, pela renúncia do secretário da Defesa e pelas ameaças de despedimento do presidente da Reserva Federal.

  6. #44
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    287
    Accumulated bonus
    27.62 USD
    Obrigado
    20
    Agradeceu 30 vezes em 27 publicações
    XANGAI, 11 Jan (Reuters) – Os índices acionários chineses
    fecharam em alta nesta sexta-feira, em meio a notícias de que o
    principal negociador do país poderá visitar Washington neste
    mês, aumentando o otimismo em relação à resolução da guerra
    comercial entre os Estados Unidos e a China.
    No entanto, as preocupações com uma desaceleração da
    economia continuava pesando sobre o sentimento dos investidores.
    O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
    listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,72 por cento, enquanto
    o índice de Xangai teve alta de 0,74 por cento.
    O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, anunciou na
    quinta-feira que o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, "muito
    provavelmente" visitará a capital norte-americana em janeiro
    para novas negociações comerciais. O presidente dos EUA, Donald
    Trump, disse que seu país está "tendo um grande sucesso com a
    China" nas negociações comerciais.
    A China planeja determinar uma meta de crescimento econômico
    mais baixa de 6 a 6,5 por cento em 2019, comparado com o
    objetivo do ano passado de "em torno" de 6,5 por cento, disseram
    fontes à Reuters, no momento em que Pequim lida com tarifas mais
    elevadas dos Estados Unidos e enfraquecimento da demanda
    doméstica.
    . Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,97 por cento,
    a 20.359 pontos.
    . Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,55 por cento,
    a 26.667 pontos.
    . Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,74 por cento, a
    2.553 pontos.
    . O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
    listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,72 por cento, a 3.094
    pontos.
    . Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,60 por
    cento, a 2.075 pontos.
    . Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,40 por
    cento, a 9.759 pontos.
    . Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,48
    por cento, a 3.198 pontos.
    . Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,36 por cento,
    a 5.774 pontos.

    Fonte: Ultimo Instante

    ---------- Post added at 10:45 AM ---------- Previous post was at 10:42 AM ----------

    LONDRES, 11 Jan (Reuters) – Os índices acionários europeus
    operavam em alta nesta sexta-feira, acompanhando um rali de
    recuperação global que elevava as ações das mínimas atingidas
    logo após o Natal graças ao otimismo com as negociações
    comerciais entre os Estados Unidos e a China e um tom mais
    "dovish" do Federal Reserve.
    Por volta de 8:08 (horário de Brasília), o índice
    FTSEEurofirst 300 subia 0,22 por cento, a 1.376 pontos,
    enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,17
    por cento, a 349 pontos, com a maioria das bolsas regionais e
    setores industriais operando em território positivo.
    O grupo farmacêutico Orion Oyj <ORNBV.HE > recuava 6,5 por
    cento depois que seu rating foi cortado para "underperform" pela
    Jefferies, que argumentou que o atual rendimento de dividendo
    não era o suficiente para sustentar os preços das ações.
    No setor de telecomunicações, as conversas sobre as
    possíveis consolidações na França elevavam as ações da Altice
    Europe em cerca de 5 por cento e da Iliad em
    1,2 por cento.
    A operadora Orange , que se beneficiaria de menos
    concorrência em seu território nacional, liderava o índice
    europeu de telecomunicações com uma alta de 1,2 por
    cento.
    . Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,60
    por cento, a 6.984 pontos.
    . Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,06 por cento, a
    10.915 pontos.
    . Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,10 por cento, a
    4.810 pontos.
    . Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,09
    por cento, a 19.317 pontos.
    . Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,23 por
    cento, a 8.877 pontos.
    . Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,90 por
    cento, a 4.968 pontos.

  7. #45
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    287
    Accumulated bonus
    27.62 USD
    Obrigado
    20
    Agradeceu 30 vezes em 27 publicações
    RIO DE JANEIRO, 14 Jan (Reuters) – Os dados comerciais
    inesperadamente fracos da China interrompiam quatro dias de
    altas nos índices acionários europeus nesta segunda-feira, com
    as ações de luxo e tecnologia liderando a queda, uma vez que os
    investidores se preocupavam com a desaceleração do crescimento
    global e com os resultados corporativos mais fracos do que o
    esperado.
    Por volta de 8:12 (horário de Brasília), o índice
    FTSEEurofirst 300 caía 0,72 por cento, a 1.365 pontos,
    enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdia 0,71 por
    cento, a 347 pontos, revertendo parte dos ganhos da semana
    passada, em que os índices atingiram a máxima de um mês. O
    mercado registrou quatro dia consecutivos de ganhos, sua maior
    sequência de altas desde novembro.
    Os varejistas de artigos de luxo, que dependem da procura
    por bolsas e jóias da crescente classe média chinesa, sentiam o
    peso das vendas.
    A joalheria dinamarquesa Pandora recuava 7 por
    cento, atingindo as mínimas do STOXX 600. A Burberry
    resistia à tendência, ganhando força depois de uma melhora pelo
    BAML no rating da empresa para "neutro", de "underperform".
    As quedas nas ações de tecnologia retornavam após a
    designer de chips Dialog Semiconductor , que também é
    fornecedora da Apple, divulgou resultados do quarto trimestre na
    extremidade inferior de seu intervalo de meta. As ações da
    empresa recuavam 2,6 por cento.
    . Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 0,71
    por cento, a 6.868 pontos.
    . Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,57 por cento, a
    10.825 pontos.
    . Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,79 por cento, a
    4.743 pontos.
    . Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização de
    0,99 por cento, a 19.098 pontos.
    . Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 1,10
    por cento, a 8.779 pontos.
    . Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizava-se 0,89 por
    cento, a 4.914 pontos.

    Fonte: Ultimo Instante

  8. #46
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    230
    Accumulated bonus
    32.25 USD
    Obrigado
    34
    Agradeceu 31 vezes em 27 publicações
    RIO DE JANEIRO 15 JAN (Ultimo Instante) ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 2,02% aos 26. 830 pontos e o Shenzhen Composite ficou em alta de 1,49% a 1.323. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 1,01% aos 9.806. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,71% a 5.814. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em alta de 1,58% a 2.097. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 1,22% a 3.212. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,96% aos 20.555. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 1,30% aos 36.318.

    As bolsas asiáticas fecharam em alta generalizada. O índice MSCI Asia Pacific encerrou o dia com alta de 1,0%. O dólar subiu para 108,63 ienes de 108,21 ienes no fim da tarde de ontem. Na região não foram apresentados indicadores.

    EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,13% aos 347.95, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) seguia em queda de 0,37% a 19.100; o Ibex 35 (Madri) seguia em queda de 0,21% a 8.799; o DAX 30 (Frankfurt) estava em alta de 0,08% a 10.865; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,24% a 6.871; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 0,18% a 4.771; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,57% a 4.978.

    Na Europa, bolsas operam em alta com as atenções para o Brexit, que entra em seus momentos decisivos. Hoje no Parlamento britânico, entre às 17h e 19h de Brasília, deverá ser votado o acordo de saída do Reino Unido da União Europeia. O euro é negociado em queda e a libra avança. Na região estão previstos indicadores da Alemanha e Zona do Euro.
    ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) estava em alta de 0,39% aos 2.590. O Dow Jones (futuros) seguia em alta de 0,49% aos 23.984. O Nasdaq (futuros) estava em alta de 0,59% aos 6.582.

    Os índices futuros das bolsas de Nova York operam em alta nesta manhã, sugerindo uma abertura positiva dos mercados americanos. O anúncio feito pelo governo chinês de ampliar esforços para evitar maior desaceleração da segunda maior economia do mundo deverá permanecer no foco, bem como a temporada de balanços que já começou. O dólar tem leve apreciação frente às principais moedas, segundo o índice DXY que sobe 0,05%, no momento. Na agenda estão previstas declarações de membros do Fed e indicadores.

    BRASIL – O Ibovespa abriu em alta aos 94.497 pontos. O dólar comercial opera em alta de 0,24% aos R$3,708 para a venda, mas com viés de queda.
    O bom humor deverá ser mantido na bolsa de valores de São Paulo, com um pouco de realização de lucros e atenção para Brasília. Na agenda de reformas do governo de Jair Bolsonaro está a assinatura do Decreto sobre a posse de armas. Na agenda, o IBGE divulgou as vendas no varejo de novembro. O dólar comercial opera em alta.

  9. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a forumforex por este post útil:

    Unregistered (2 )

  10. #47
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    287
    Accumulated bonus
    27.62 USD
    Obrigado
    20
    Agradeceu 30 vezes em 27 publicações
    RIO DE JANEIRO, 16 JAN (Reuters) – A bolsa paulista não mostrava
    uma direção definida na abertura dos negócios desta
    quarta-feira, em meio a um cenário externo também sem tendência
    clara, com a alta de cerca de 2 por cento das ações da Suzano
    contribuindo positivamente, enquanto ganhos recentes
    abriam espaço para realização de lucro.
    Às 10:15, o Ibovespa caía 0,01 por cento, a
    94.043,41 pontos.

  11. #48
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    230
    Accumulated bonus
    32.25 USD
    Obrigado
    34
    Agradeceu 31 vezes em 27 publicações
    RIO DE JANEIRO, 17 JAN (Último Instante)

    ÁSIA
    Na Austrália, em novembro de 2018 em comparação com outubro de 2018, a estimativa de tendência para o valor total dos compromissos de financiamento habitacional, excluindo alterações e adições, caiu 1,1%.
    Os compromissos de habitação ocupados pelo proprietário caíram 1,0% e os compromissos de habitação de investimento caíram 1,5%. Em termos dessazonalizados, o valor total dos compromissos de financiamento habitacional, excluindo alterações e adições, caiu 2,5%. Em termos de tendência, o número de autorizações para financiamento de habitação ocupada pelo proprietário caiu 0,2% em novembro de 2018. Os dados são do Governo australiano.

    EUROPA

    Na Europa, a taxa de inflação homóloga da Zona do Euro foi de 1,6% em dezembro de 2018, face a 1,9% em novembro. Um ano antes, a taxa era de 1,4%. A inflação anual da União Europeia foi de 1,7% em dezembro de 2018, ante 2,0% em novembro. Um ano antes, a taxa era de 1,7%. Estes números são publicados pelo Eurostat, o serviço estatístico da União Europeia.

    As taxas anuais mais baixas foram registradas na Grécia e em Portugal (ambos 0,6%) e na Dinamarca (0,7%). As maiores taxas anuais foram registradas na Estônia (3,3%), Romênia (3,0%) e Hungria (2,8%). Em comparação com novembro de 2018, a inflação homóloga diminuiu em vinte e dois Estados-Membros, manteve-se estável em três e aumentou em três.

    Na Zona do Euro, em novembro de 2018 em comparação com outubro de 2018, a produção ajustada no setor da construção diminuiu 0,1% e aumentou 0,2% na União Europeia, de acordo com as primeiras estimativas do Eurostat, o serviço estatístico da UE. Em outubro de 2018, a produção na construção diminuiu 1,6% na EA19 e 1,1% na UE28. Em novembro de 2018, em comparação com novembro de 2017, a produção na construção aumentou 0,9% na EA19 e 1,8% na UE28.

    Comparação anual por setor de construção e por Estado-Membro Na Zona do Euro, em novembro de 2018, em comparação com novembro de 2017, a engenharia civil aumentou 2,1% e a construção civil em 0,7%. Na UE28, a engenharia civil aumentou 4,8% e a construção civil em 0,9%.

    Na Itália, em novembro de 2018, dados corrigidos sazonalmente, comparados a outubro de 2018, a balança comercial caiu tanto para fluxos de saída (-0,4%) quanto para fluxos de entradas (-2,2%). As exportações caíram para os países da União Europeia (-1,3%) e subiram para países não pertencentes à UE (+ 0,6%). As importações caíram tanto nos países da UE como nos países não pertencentes à UE (-2,8% e -1,3%, respectivamente). Nos últimos três meses, dados dessazonalizados, comparativamente aos três meses anteriores, mostraram queda nas exportações (-0,5%) e aumento nas importações (+ 1,0%). Em novembro de 2018, em comparação com o mesmo mês do ano anterior, as exportações e importações aumentaram (+ 1,0% e + 3,4%, respectivamente). Os dados são do Istat, o escritório de Estatísticas da União Europeia.

    ESTADOS UNIDOS

    Nos Estados Unidos, o número de pedidos iniciais de auxílio desemprego para a semana encerrada em 12 de janeiro, ajustados, ficou em 213 mil, uma redução de 3 mil em relação ao nível não revisado de 216 mil da semana anterior. A média móvel de 4 semanas foi de 220.750, uma diminuição de 1.000 em relação à média não revisada de 221.750 da semana anterior. Os dados são do Departamento do Trabalho.

    A taxa de desemprego, com ajuste sazonal, ficou em 1,2% para a semana encerrada em 05 de janeiro, inalterada em relação à taxa não revisada da semana anterior. O número antecipado de pedidos para o seguro com ajuste sazonal durante a semana que terminou em 05 de janeiro foi de 1.737 milhão, alta de 18 mil em relação ao nível revisado da semana anterior. O nível da semana anterior foi revisado para baixo em 3 mil, de 1.722 milhão para 1.719 milhão. A média móvel de quatro semanas foi de 1.728.500, um aumento de 8 mil em relação à média revisada da semana anterior. A média da semana anterior foi revisada para baixo em 750, de 1.721.250 para 1.720.500.

    Nos Estados Unidos, conforme mostrou o Federal Reserve da Filadélfia, o índice da atividade manufatureira atual na região aumentou de uma leitura revisada de 9,1 em dezembro para 17,0 este mês. Mais de 30% dos fabricantes relataram aumento na atividade geral, enquanto 13% relataram reduções. O índice de novas encomendas aumentou 8 pontos para 21,3, a maior leitura em seis meses. O índice atual de embarques, no entanto, diminuiu 1 ponto para 11,4. Ambos os pedidos não preenchidos e os índices de prazos de entrega foram positivos este mês, sugerindo pedidos maiores não atendidos e tempos de entrega mais lentos. Os estoques caíram este mês: o índice atual de estoque caiu 10 pontos para -7,6, a primeira leitura negativa em 14 meses.

    BRASIL

    No Brasil, a atividade econômica registrou crescimento de 1,38% no resultado acumulado de 11 meses de 2018. É o que mostra o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), divulgado hoje (17/19) pelo Banco Central do Brasil (BCB), em Brasília.

    Em 12 meses terminados em novembro de 2018, a expansão chegou a 1,44%. Em novembro do ano passado, comparado ao mesmo mês de 2017, houve crescimento de 1,86%.

    Na comparação entre novembro e outubro de 2018, o índice apresentou alta de 0,29%, de acordo com dados dessazonalizados (ajustados para o período).

    No Brasil, a balança comercial fechou com um superávit de US$ 58,7 bilhões. Um resultado inferior ao do ano de 2017, US$ 67 bilhões, mas o segundo maior valor na série histórica da balança. A China atingiu a sua maior participação como destino das exportações brasileiras, 26,8%, o que resultou numa diferença de mais de 10 pontos percentuais em relação ao segundo parceiro os Estados Unidos, responsável por 12% das vendas externas do Brasil. O terceiro principal parceiro, a Argentina, reduziu a sua participação de 8,1% para 6,2% entre 2017 e 2018. O levantamento é da FGV/Ibre e foram apresentados hoje.

    A participação da China supera a dos principais parceiros países/blocos do Brasil, desde 2014. Chama atenção o aumento da participação entre 2017 e 2018, de 21,8% para 26,8%, explicado por um crescimento de 35,2% puxado pelas três principais commodities exportadas para esse país. Soja em grão, petróleo bruto e o minério de ferro explicam 82% das exportações brasileiras para a China, sendo a participação de cada um dos produtos de 43%, 22% e 17%, respectivamente. O petróleo superou a participação do minério de ferro pela primeira vez nas vendas externas brasileiras para a China.

    No Brasil, o IPC-S de 15 de janeiro de 2019 registrou variação de 0,52%, 0,08 ponto percentual (p.p.) acima da taxa divulgada na última apuração. Quatro das sete capitais pesquisadas registraram acréscimo em suas taxas de variação.

    Em Salvador, o índice saiu de 0,44% para 0,52%; Brasília saiu de 0,35% para 0,40%; Belo Horizonte saiu de 0,51% para 0,70%; Recife saiu de 0,38% para 0,29%; Rio de Janeiro saiu de 0,73% para 0,71%; Porto Alegre permaneceu estável a 0,30%; e São Paulo saiu de 0,28% para 0,55%.

  12. #49
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    230
    Accumulated bonus
    32.25 USD
    Obrigado
    34
    Agradeceu 31 vezes em 27 publicações
    RIO DE JANEIRO, 18 JAN (Último Instante) As bolsas de valores da Europa fecharam com perdas nesta quinta-feira (17/19), com o banco francês Société Générale anunciando que espera queda de cerca de 20% nas receitas do quarto trimestre. Com isso, as ações dos pesos pesados do setor financeiro também caíram.

    Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,04% aos 350.73, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,04% a 19.470; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,05% a 8.908; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,12% a 10.918; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,40% a 6.834; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,34% a 4.794; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,62% a 5.029.

    O euro estava em queda de 0,07% aos US$1,1386 e a libra estava em alta de 0,61% a US$1,2945. As negociações ocorrem na bolsa de Nova York.

    A cautela na Europa se deu com o gigante Société Générale SA alertando que os resultados financeiros do quarto trimestre foram afetados por um ambiente desafiador nos mercados de capitais globais. O banco francês espera que a receita nesse negócio caia cerca de 20% no quarto trimestre e 10% em 2018.

    Enquanto isso, no Reino Unido, a primeira-ministra Theresa May encontrou um consenso sobre o que pode leva-la de volta a Bruxelas para as renegociações com os membros do Conselho Europeu. Lembrando que May sofreu uma amarga derrota no Parlamento europeu no último dia 15 com seu processo de divórcio do bloco, o Brexit.

    Entre as ações com perdas ficaram as do banco francês Société Générale GLE, queda de 5%, depois de suas fracas previsões de receita. As ações do BNP Paribas caíram 4% e as do Deutsche Bank AG, queda de 3%.

    Os estoques de automóveis também estavam sob pressão, com o Volkswagen AG VOW da Alemanha, com queda de -1,57% em quase 2%.

  13. <a href="https://www.instaforex.com/company_news">Форекс портал</a>
  14. #50
    Senior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    159
    Accumulated bonus
    6.77 USD
    Obrigado
    26
    Agradeceu 26 vezes em 24 publicações
    RIO DE JANEIRO, 18 JAN (Último Instante) ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 1,25% aos 27.090 pontos e o Shenzhen Composite ficou em alta de 0,99% a 1.322. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,48% aos 9.836. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,50% a 5.879. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em alta de 0,82% a 2.124. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,31% a 3.224. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,29% aos 20.666. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou estável aos 36.386.

    Na Ásia, as bolsas de ações fecharam no azul com o MSCI Asia Pacific em alta de 0,67%. O otimismo tomou conta com as discussões comerciais entre Estados Unidos e a China. O dólar passou a ser cotado a 109,46 ienes de 109,10 ienes de ontem à tarde. Na região a agenda estava vazia.

    EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 ficou estava em alta de 1,41% aos 355.65, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) seguia em alta de 1,09% a 19.682; o Ibex 35 (Madri) seguia em alta de 1,60% a 9.051; o DAX 30 (Frankfurt) seguia em alta de 1,71% a 11.105; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 1,58% a 6.942; o CAC 40 (Paris) seguia em alta de 1,60% a 4.870; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em alta de 0,96% a 5.078.

    As bolsas da Europa estão no azul, na carona com as asiáticas, em dia de agenda vazia. As atenções seguem em cima da primeira-ministra Theresa May e seu Brexit. As moedas operam divididas em relação ao dólar. Hoje só o Reino Unido divulga vendas no Varejo.

    ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) estava em alta de 0,42% aos 2.646. O Dow Jones (futuros) seguia em alta de 0,60% aos 24.469. O Nasdaq (futuros) estava em alta de 0,42% aos 6.748.

    Os futuros de ações das bolsas de Nova York operam em alta, dando sinais de mais um pregão no azul. O dólar está de lado antes as demais moedas. Na agenda econômica, o Fed divulga a prévia da produção industrial americana em dezembro e membros do banco central estão programados para apresentações.

    BRASIL – O Ibovespa busca mais um recorde ao operar em alta de 1,07% aos 96.373 pontos. O dólar comercial opera em queda de 0,04% aos R$3,745 para a venda.

    O Ibovespa caminha para mais um recorde nominal com o otimismo externo, mas com o foco em Brasília. As informações dão conta de que o presidente Jair Bolsonaro só deverá anunciar algum detalhe sobre a reforma da Previdência depois da participação no Fórum Mundial de Davos na próxima semana. A agenda doméstica está vazia.

+ Responder ao Tópico
Página 5 de 6 FirstFirst ... 3456 ÚltimoÚltimo

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts