photo
Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos
+ Responder ao Tópico
Página 1 de 30 12311 ... ÚltimoÚltimo
Resultados de 1 a 10 de 296

Thread: Brasil - Indicadores Económicos

  1. #1
    Banned
    Data de afiliação
    Dec 2012
    Local
    Portugal
    Postagens
    75,315
    imagens capturadas
    17 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    14952.39 USD
    Obrigado
    115
    Agradeceu 232 vezes em 177 publicações

    Brasil - Indicadores Económicos

    Ano começa com consumidor menos confiante, diz CNI

    O indicador deste mês marcou 114,2 pontos, ante 115,2 pontos em Dezembro de 2012

    Agência Estado
    BRASÍLIA - O ano começou com um leve recuo na confiança do consumidor, aponta a Confederação Nacional da Indústria (CNI). A instituição divulgou na manhã desta quinta-feira, 31, o Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) de janeiro de 2013. O indicador deste mês marcou 114,2 pontos, ante 115,2 pontos em dezembro de 2012. É um recuo de 0,9%.

    "Caso essa tendência de aumento no pessimismo do consumidor se mantenha, poderá haver uma queda na demanda. Um eventual desaquecimento do consumo prejudicará ainda mais a recuperação da atividade industrial", avaliou o economista da CNI Marcelo Azevedo. Apesar da piora em relação a dezembro, o resultado deste mês foi melhor que o de janeiro de 2012, quando o Inec marcou 113,6 pontos.

    No cálculo do Inec, a CNI considera um conjunto de seis indicadores (expectativas de inflação, expectativa de desemprego, expectativa de renda pessoal, situação financeira, endividamento e compra de bens de maior valor). Nesse grupo, cinco itens apresentaram recuo em relação a dezembro. Somente o índice de expectativa de desemprego melhorou (de 128,7 pontos em dezembro, para 131,4 pontos em janeiro).

    A coleta de informações foi realizada entre os dias 17 e 21 de janeiro. O Inec é elaborado a partir de pesquisa de opinião pública de abrangência nacional conduzida pelo Ibope Inteligência junto a 2.002 pessoas. A CNI explica que "o número índice resultante é a média ponderada pela frequência relativa de cada resposta a perguntas de natureza qualitativa referentes a fatores que afetam direta ou indiretamente a inclinação dos indivíduos para consumir".

  2. <a href="">Форекс портал</a>
  3. #2
    Banned
    Data de afiliação
    Dec 2012
    Local
    Portugal
    Postagens
    75,315
    imagens capturadas
    17 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    14952.39 USD
    Obrigado
    115
    Agradeceu 232 vezes em 177 publicações
    Desemprego caiu em Dezembro com menor procura por vagas

    RIO DE JANEIRO - A queda na taxa de desemprego na passagem de novembro para dezembro foi resultado de uma redução no número de pessoas em busca de emprego, uma vez que não houve avanço no total de ocupados no período. A taxa de desocupação saiu de 4,9% em novembro para 4,6% em dezembro. No mesmo período, 72 mil pessoas deixaram de procurar emprego, enquanto foram perdidos 27 mil postos de trabalho, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

    "A ocupação não aumentou em dezembro. A queda no desemprego foi pela menor procura por trabalho, por causa das duas últimas semanas (do mês) e pelo mercado também já ter absorvido bastante pessoal em novembro", explicou Adriana Beringuy, pesquisadora da Pesquisa Mensal de Emprego, na Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE. Adriana esclarece que esse movimento de interrupção na procura de emprego na última quinzena de dezembro é esperado, devido às festividades de fim de ano.

  4. #3
    Banned
    Data de afiliação
    Dec 2012
    Local
    Portugal
    Postagens
    75,315
    imagens capturadas
    17 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    14952.39 USD
    Obrigado
    115
    Agradeceu 232 vezes em 177 publicações
    Desemprego em São Paulo sobe em Dezembro

    Agência Estado
    RIO - A principal região empregadora do País, a região metropolitana de São Paulo, registrou aumento na taxa de desemprego em dezembro de 2012 (5,2%) ante dezembro de 2011 (4,7%), informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O mesmo movimento ocorreu no Recife: de 4,7% em dezembro de 2011 para 5,6% em dezembro de 2012. O recuo do desemprego nas demais regiões, no entanto, permitiu que a média nacional caísse 0,1 ponto porcentual, de 4,7% para 4,6% no período.

    São Paulo tem o maior peso na pesquisa, responsável por 40% da força de trabalho. "O fato preocupa, porque São Paulo tem um efeito farol (antecipa o que ocorre depois nas demais regiões). Recife não, porque tem um dinamismo fraco, com um grande porcentual de trabalhadores na informalidade", disse Cimar Azeredo, gerente da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE.

  5. #4
    Banned
    Data de afiliação
    Dec 2012
    Local
    Portugal
    Postagens
    75,315
    imagens capturadas
    17 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    14952.39 USD
    Obrigado
    115
    Agradeceu 232 vezes em 177 publicações
    Fiesp rebaixa projeção para o INA em 2013

    Agencia Estado
    SÃO PAULO - A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) revisou sua projeção para o Indicador do Nível de Atividade (INA) de 2013 de 3,9% para 2,3%. O rebaixamento foi causado pelo mau desempenho da atividade industrial nos meses de novembro e dezembro, que geraram um carregamento estatístico menor que o esperado.

    "A previsão do INA para 2013 teve de cair, com a perda de vitalidade ocorrida em 2012", disse o diretor do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos (Depecon), Paulo Francini. A instituição acreditava que o carregamento estatístico para o ano de 2013 seria superior a 2%. Entretanto, o ano de 2013 carrega apenas 1,3% do ano anterior.

  6. #5
    Banned
    Data de afiliação
    Dec 2012
    Local
    Portugal
    Postagens
    75,315
    imagens capturadas
    17 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    14952.39 USD
    Obrigado
    115
    Agradeceu 232 vezes em 177 publicações
    Desemprego em janeiro deve subir, indicam Fipe e Catho

    Agencia Estado
    SÃO PAULO - O desemprego deve subir em janeiro. De acordo com indicador elaborado pela Fundação Instituo de Pesquisas Econômicas (Fipe) e o portal Catho, a taxa deve atingir 5,2% neste mês. Se as estimativas da Fipe/Catho se concretizarem, o indicador de janeiro será ainda 0,6 ponto porcentual maior do que a taxa de desemprego de 4,6% de dezembro de 2012, divulgada mais cedo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa do IBGE para dezembro foi ainda 0,2 ponto porcentual maior do que o indicador antecipado da Fipe/Catho do mês passado, de 4,4%, o primeiro da série.

    Na comparação com meses de janeiro, a taxa de 5,2% seria a menor da série histórica medida pelo IBGE, e 0,3 ponto porcentual menor do que o então menor índice, de 5,5%, registrado em janeiro de 2012.

  7. #6
    Banned
    Data de afiliação
    Dec 2012
    Local
    Portugal
    Postagens
    75,315
    imagens capturadas
    17 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    14952.39 USD
    Obrigado
    115
    Agradeceu 232 vezes em 177 publicações
    Desemprego - Salários ofertados

    Já o índice de salários ofertados apontou que, em janeiro, houve um aumento de 5,6% no salário médio oferecido em comparação a dezembro de 2012. Foi a maior alta mensal para os meses de janeiro de toda a série: em janeiro de 2012 foi de 3,5%; em 2011, de 0,2%; e em 2010, de 1,6%.

    A Fipe e a Catho informaram ainda que nos últimos três meses os salários ofertados cresceram, em média, 28%, enquanto os salários de fato contratados, a partir do levantamento disponível somente até novembro de 2012, aumentaram 33%. Nos últimos 12 meses, os salários ofertados cresceram 15%, em média.

  8. #7
    Banned
    Data de afiliação
    Oct 2012
    Local
    Lusitânia
    Postagens
    57,217
    imagens capturadas
    9 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    11987.91 USD
    Obrigado
    109
    Agradeceu 288 vezes em 241 publicações
    Venda doméstica de papéis cresce 2,2% em Dezembro

    Agencia Estado
    SÃO PAULO - A indústria brasileira de papéis registrou em dezembro, mais uma vez, trajetória distinta entre os negócios no mercado doméstico e as exportações. As vendas locais cresceram 2,2% em relação a dezembro de 2011 e somaram 473 mil toneladas. As exportações, por sua vez, encolheram 16,2% na mesma base comparativa e alcançaram 140 mil toneladas segundo dados preliminares divulgados pela Associação Brasileira de Celulose e Papel (Bracelpa). Na comparação com novembro de 2012, as vendas domésticas encolheram 2,5% e as exportações cresceram 0,7%.

    As vendas externas entre janeiro e dezembro atingiram 1,875 milhão de toneladas, retração de 8,6% em relação a 2011. Com isso, a receita das empresas brasileiras com as exportações de papéis caiu 10,8% em igual comparação, para US$ 1,951 bilhão (preço FOB). As vendas encolheram em todos os mercados consumidores.

    O levantamento da Bracelpa também aponta queda nas importações de papéis em todas as bases comparativas. Em dezembro foram importadas 91 mil toneladas de papéis, retração de 9,9% sobre dezembro de 2011 e de 21,6% ante novembro de 2012. No acumulado do ano as importações somaram 1,396 milhão de toneladas, queda de 4,1% sobre o ano anterior.

    A despeito da queda da importação, o indicador de consumo aparente encerrou o ano com alta de 1,5%, totalizando 9,703 milhões de toneladas. Em dezembro foram movimentadas 815 mil toneladas de papéis, volume 1,2% maior do que dezembro de 2011 e 2,6% menor do que novembro de 2011.

  9. #8
    Banned
    Data de afiliação
    Oct 2012
    Local
    Lusitânia
    Postagens
    57,217
    imagens capturadas
    9 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    11987.91 USD
    Obrigado
    109
    Agradeceu 288 vezes em 241 publicações
    Atividade da indústria paulista cai 4,5% em 2012--Fiesp

    Reuters
    SÃO PAULO, 31 JAN - A indústria paulista contraiu 4,5 por cento em 2012, pior desempenho em três anos, e sua recuperação neste ano tende a ser tímida.

    De acordo com a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, o Indicador de Nível de Atividade (INA) do ano passado foi o pior desde 2009, quando ele havia caído 7,2 por cento. Já em dezembro, o indicador mostrou retração de 0,3 por cento ante novembro, com ajuste sazonal. Já em novembro, ante outubro, houve queda de 0,8 por cento.

    Apesar de ainda fraca, o empresariado melhorou um pouco suas perspectivas sobre a economia. Segundo a Fiesp, o Sensor ficou em 49,8 em janeiro, melhor do que os 45,0 registrados em dezembro. Sob os critérios da entidade, pontuação acima de 50 pontos indica otimismo e, abaixo, pessimismo.

    "O Sensor não está dizendo 'prepare-se para a festa' nem 'prepare-se para a tragédia'", disse o diretor-titular do Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos da Fiesp, Paulo Francini. "Se a recuperação está ocorrendo, está em estado prévio."

  10. #9
    Banned
    Data de afiliação
    Oct 2012
    Local
    Lusitânia
    Postagens
    57,217
    imagens capturadas
    9 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    11987.91 USD
    Obrigado
    109
    Agradeceu 288 vezes em 241 publicações
    IPC-S fica em 1,01% em Janeiro ante 0,66% de Dezembro

    RENAN CARREIRA - Agencia Estado
    SÃO PAULO - A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) ficou em 1,01% no encerramento de janeiro, informou nesta sexta-feira a Fundação Getúlio Vargas (FGV). O resultado representa uma aceleração de preços na comparação com a última leitura de dezembro, quando o índice registrou alta de 0,66%. Na comparação com a terceira quadrissemana de janeiro, porém, houve leve desaceleração do IPC-S, que apresentou, na ocasião, alta de 1,03%.

    Duas das oito classes de despesa que compõem IPC-S apresentaram desaceleração na passagem da terceira para quarta quadrissemana do mês. Habitação (de 0,42% para -0,17%) e Saúde e Cuidados Pessoais (de 0,47% para 0,40%). Nesses grupos, respectivamente, destacaram-se os itens tarifa de energia elétrica (de -0,43% para -5,19%) e artigos de higiene e cuidado pessoal (de -0,17% para -0,48%).

    No mesmo período, houve aceleração de preços nos grupos Educação, Leitura e Recreação (de 2,80% para 3,99%), Alimentação (de 2,08% para 2,18%), Despesas Diversas (de 3,82% para 4,22%) e Vestuário (de 0,17% para 0,29%), com destaque para os respectivos itens: cursos formais (de 5,87% para 8,11%), hortaliças e legumes (de 16,81% para 20,02%), cigarros (de 8,35% para 9,31%) e roupas (de -0,31% para -0,11%).

    Já os grupos Transportes e Comunicação apresentaram estabilidade do índice, com altas de 0,20% e 0,02%, respectivamente, no encerramento de janeiro. Apesar da estabilidade, a FGV destacou nessas classes de despesa os itens automóvel novo (de 0,75% para 1,11%) e mensalidade para internet (de 0,39% para 0,48%).

  11. <a href="https://www.instaforex.com/company_news">Форекс портал</a>
  12. #10
    Banned
    Data de afiliação
    Oct 2012
    Local
    Lusitânia
    Postagens
    57,217
    imagens capturadas
    9 (mais detalhes)
    Accumulated bonus
    11987.91 USD
    Obrigado
    109
    Agradeceu 288 vezes em 241 publicações
    Influências positivas e negativas para o IPC-S.

    Os cinco itens com maiores influências de baixa para o IPC-S na passagem da terceira para a quarta quadrissemana de janeiro foram tarifa de eletricidade residencial (de -0,43% para -5,19%), tarifa de táxi (de -3,36% para -7,60%), passagem aérea (de -9,17% para -10,94%), condomínio residencial (de 0,44% para -0,72%) e protetores para a pele (de -2,32% para -2,78%).

    Os cinco itens que apresentaram as altas mais significativas no período foram cigarros (de 8,35% para 9,31%), tomate (de 27,28% para 34,57%), curso de ensino superior (de 4,42% para 6,40%), refeições em bares e restaurantes (de 0,92% para 1,12%)

+ Responder ao Tópico

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts