Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos
+ Responder ao Tópico
Página 41 de 41 FirstFirst ... 31394041
Resultados de 401 a 410 de 410

Thread: Ibovespa - Análises e comentários

  1. #401
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    339
    Accumulated bonus
    33.90 USD
    Obrigado
    25
    Agradeceu 212 vezes em 85 publicações

    Bovespa recua com exterior em sessão com vencimento de opções sobre ações

    O principal índice de ações da B3 engatava o quinto pregão de queda nesta segunda-feira, alinhado ao viés negativo de bolsas no mercado internacional, com a sessão marcada ainda pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações.

    Às 10:51, o Ibovespa caía 0,55 por cento, a 84.420 pontos. O volume financeiro somava 2,55 bilhões de reais.

    No exterior, Wall Street começava o dia no vermelho, com o setor de tecnologia pressionado por notícias sobre o uso inadequado de informações de usuários do Facebook. O S&P 500 cedia 0,77 por cento.

    O mercado norte-americano seguia perdas apuradas em bolsas na Europa e Ásia.

    O pregão brasileiro também segue enfraquecido pela saída líquida de capital externo há 13 sessões consecutivas, tendo reduzido o saldo positivo no ano para 2,27 bilhões de reais até o dia 14 de março.

    Em nota a clientes, Credit Suisse estimou que se os estrangeiros continuarem vendendo neste ritmo, numa aproximação linear, devem zerar a posição antes do fim do mês.

    DESTAQUES

    - BRADESCO PN (SA:BBDC4) caía 1,05 por cento e ITAÚ UNIBANCO PN (SA:ITUB4) cedia 0,94 por cento, afetados pelo viés negativo no mercado como um todo e pesando no Ibovespa em razão da relevante participação que ambos detêm na sua composição.

    - VALE ON (SA:VALE3) perdia 2,6 por cento, com o recuo dos preços do minério de ferro na China, diante de estoques altos e um mercado de aço naquele país fraco. As siderúrgicas também eram contaminadas, com USIMINAS (SA:USIM5) caindo 2,42 por cento.

    - PETROBRAS ON (SA:PETR3) recuava 1,24 por cento e PETROBRAS PN (SA:PETR4) cedia 0,75 por cento, em meio à fraqueza dos preços do petróleo no exterior.

    - SUZANO PAPEL E CELULOSE subia 5,82 por cento, ainda apoiada no anúncio da última sexta-feira da fusão com a rival FIBRIA, que subia 0,47 por cento. O Credit Suisse elevou a recomendação de Suzano (SA:SUZB3) a 'outperform' e o preço-alvo a 34 reais.

    - CEMIG PN (SA:CMIG4) subia 2,53 por cento. No radar estavam notícias da cena política mineira, mais especificamente a de que o senador Antonio Anastasia (PSDB) aceitou concorrer ao governo de Minas Gerais.

    - MULTIPLAN ON (SA:MULT3) ganhava 1,36 por cento, tendo de pano de fundo relatório do Itaú BBA, com melhora na recomendação das ações para 'outperform'.
    Bovespa recua com exterior em sessão com vencimento de opções sobre ações

  2. <a href="http://www.mt5.com/forex_humor">Форекс портал</a>
  3. #402
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    259
    Accumulated bonus
    29.40 USD
    Obrigado
    38
    Agradeceu 111 vezes em 43 publicações

    Ibovespa cai com incerteza eleitoral e guerra comercial dos EUA

    O Ibovespa, índice de ações de referência no Brasil, fechou em baixa de 1,50%, para 83.808,05 pontos na quarta-feira, influenciado pela incerteza dos investidores sobre o cenário eleitoral brasileiro, desde que Henrique Meirelles se juntou a uma profusão de candidatos de centro-direita.

    No exterior, as contínuas tensões entre os Estados Unidos e a China não anulam a possibilidade de uma guerra comercial. "O Ibovespa começou a subir, na expectativa de um acordo comercial entre a China e os Estados Unidos, mas logo perdeu força. Trump disse que estabelecerá novas regras com a China em relação ao roubo de propriedade intelectual, e isso foi um desequilíbrio Ainda há incertezas sobre uma guerra comercial ", disse o economista-chefe da Homebroker Modalmais, Alvaro Bandeira.

    Segundo Rafael Passos, analista da Guide Investimentos, a entrada de Flávio Rocha, presidente da varejista Riachuelo, como pré-candidato alinhado à centro-direita, divide a opinião do mercado. "A falta de definição dos candidatos é algo que contribuiu para a volatilidade. Olhando para o centro, muitos candidatos podem dividir os votos dos eleitores que poderão estar alinhados", disse ele. No espectro de negócios, o destaque foi a queda de 8,62% nas ações da Sabesp após a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) propor reajuste tarifário de 4,7744%. "O mercado esperava um ajuste próximo a 7%", afirmou Passos. As ações preferenciais da Petrobras e as ações da Vale, que tiveram a maior recuperação financeira no índice, caíram 2,63% e 2,76%, respectivamente.

    No lado positivo, a Via Varejo (+ 5,1%) e a Peo de Allcar (+ 3,18%) crescem em meio a rumores de que a Amazon poderá comprar a Via Varejo. O relatório levou as ações do Magazine Luiza a uma queda de 3,3%. Enquanto isso, o dólar americano negociado localmente fechou no nível mais alto do ano, cotado a R $ 3,332, com alta de 0,81%. Para quarta-feira, a perspectiva é de que o índice permaneça amargo.

    Segundo Bandeira, ainda há muita incerteza em torno do mercado interno, especialmente em relação ao julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Supremo Tribunal Federal, marcado para a semana que vem.

  4. #403
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    234
    Accumulated bonus
    26.50 USD
    Obrigado
    43
    Agradeceu 103 vezes em 49 publicações

    Investidores estrangeiros tiram R$ 5,27 bilhões da bolsa em março

    O mês de março foi marcado pela saída em massa dos investidores estrangeiros no segmento Bovespa da B3, com saldo negativo no período de R$ 5,27 bilhões. O resultado foi consequência de compras que totalizaram R$ 111,19 bilhões e vendas no total de R$ 116,47 bilhões. Apesar disso, o segmento continua como o de maior peso na bolsa brasileira.

    Na ponta inversa, os investidores institucionais foram os que mais se posicionaram nos ativos da B3 em março. As compras foram R$ 61,66 bilhões, enquanto as vendas totalizaram R$ 57,38 bilhões, chegando ao saldo positivo de R$ 4,32 bilhões. O semento é o segundo de maior peso na B3.

    As pessoas físicas também ampliaram a participação na bolsa brasileira, com superávit de R$ 1,7 bilhão, consequência de compras de R$ 41,55 bilhões e vendas de R$ 39,84 bilhões.

    Entre compras e vendas, a B3 movimentou durante março R$ 450,5 bilhões.

  5. #404
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    188
    Accumulated bonus
    19.80 USD
    Obrigado
    64
    Agradeceu 76 vezes em 36 publicações

    Índice avança com exterior favorável, guiado por Petrobras

    A bolsa brasileira começou a semana no azul, beneficiada pelo quadro externo relativamente favorável, guiada pela ações da Petrobras, enquanto o noticiário corporativo tinha efeito misto, com Sabesp recuando mais de 4 por cento após anúncio sobre mudança no comando da empresa paulista de saneamento.

    Às 11:46, o Ibovespa subia 0,39 por cento, a 83.442 pontos. O volume financeiro somava 2,23 bilhões de reais.

    Na visão do analista Vitor Suzaki, da Lerosa Investimentos, a segunda-feira começou com impulso positivo a emergentes, com alta de commodities, mas ele pondera que a valorização do dólar no exterior limita o apetite a ativos de risco. "Mas se Nova York ganhar força, o Brasil pode acabar acompanhando."

    Ele citou ainda como outro freio para o avanço no pregão local a divulgação de pesquisa Focus, com nova redução no cenário para crescimento econômico este ano.

    Diante de recorrentes sinais de dificuldades da economia em imprimir um ritmo sustentado de crescimento, os economistas consultados no levantamento do Banco Central reduziram a conta para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2018 a 2,70 por cento, de 2,75 por cento antes.

    DESTAQUES

    - PETROBRAS PN (SA:PETR4) e PETROBRAS ON (SA:PETR3) avançavam 2,11 e 3,1 por cento, respectivamente, recuperando-se de perdas na sexta-feira, tendo como pano de fundo a alta do petróleo no exterior e expectativa para o balanço do primeiro trimestre na terça-feira.

    - MRV (SA:MRVE3) e CYRELA ON (SA:CYRE3) subiam 4,64 e 2,78 por cento, respectivamente, liderando as altas do Ibovespa, após o Credit Suisse elevar a recomendação dos papéis para 'neutra' e 'outperform', respectivamente, em amplo relatório sobre o setor imobiliário.

    - SABESP (SA:SBSP3) caía 4,37 por cento, tendo no radar indicação do governo paulista para Karla Bertocco Trindade assumir o cargo de diretora-presidente, em substituição Jerson Kelman. Para o Itaú BBA, a mudança não deve pesar no processo de revisão tarifária da companhia.

    - VIA VAREJO UNIT (SA:VVAR11) subia 3,19 por cento, em pregão de recuperação, após três sessões consecutivas de perdas, período em que acumulou declínio de mais de 10 por cento.

    - BRADESPAR PN (SA:BRAP4) recuava 2,62 por cento, tendo no radar notícia sobre decisão de processo da Elétron contra Bradespar e Litel referente a ações da Vale (SA:VALE3). Segundo informação do blog do colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo no fim de semana, foi homologado pela Justiça laudo pericial que fixa uma indenização de 4 bilhões de reais a ser paga à Elétron. Em comunicado, a Bradespar disse que a homologação da perícia será objeto de recurso na Justiça.

    - BB Seguridade (SA:BBSE3) cedia 1,44 por cento, em sessão marcada por divulgação do resultado do primeiro trimestre da companhia, quando o lucro líquido ajustado alcançou 907,4 milhões de reais, queda de 8,6 por cento em relação ao mesmo período do ano anterior.

  6. #405
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    234
    Accumulated bonus
    26.50 USD
    Obrigado
    43
    Agradeceu 103 vezes em 49 publicações

    Ibovespa futuro inicia terça-feira operando com desvalorização

    Na esteira de Wall Street, o índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta terça-feira com desvalorização de 0,72% aos 85.210 pontos, após fechar a segunda-feira com ganhos de 0,28%.

    O dia é marcado pela aversão ao risco dominando os mercados, com o dólar voltando a se fortalecer ante a maioria das moedas com o rendimento dos títulos norte-americanos superam os 3%, atingindo o maior patamar em quatro anos.

    No fim da noite, a China divulgou os dados da produção industrial que superaram as expectativas, mas números de vendas no varejo e de investimentos em ativos fixos que avançaram menos do que o esperado.

    A tensão geopolítica crescente com os protestos na Faixa de Gaza é outro fator que contribui para a valorização do petróleo.

    Na agenda americana, destaque para a divulgação dos números das vendas do varejo. Por aqui, a temporada de balanços deve seguir dando a tônica para o mercado.

  7. #406
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    188
    Accumulated bonus
    19.80 USD
    Obrigado
    64
    Agradeceu 76 vezes em 36 publicações

    Ibovespa avança com blue chips e resultados; Dólar vai a R$ 3,68

    O Ibovespa sobe 1,47%, a 86.378 pontos, com um cenário mais positivo no mercado internacional e acompanhando os resultados corporativos e o desempenho de blue chips. O dólar avança 0,73%, para R$ 3,68. Os índices americanos têm leve alta. Há instantes, o Dow Jones subia 0,11%, o S&P 500 0,14 e o Nasdaq 0,24%.

    O mercado está na expectativa sobre a decisão do Copom, que pode cortar o juros para 6,25% ao ano, de 6,5%. Contudo, alguns economistas já põe em dúvida este corte. É o caso da LCA, que vê a alta do dólar influenciando na decisão do Copom. Além disso, os investidores acompanham os os números fracos da atividade econômica no primeiro trimestre deste ano, conforme revelado pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br).

    Para o Goldman Sachs,o desempenho já é um sinal de incômodo com a eleição de outubro. Segundo o BC, o número dessazonalizado (ajustado para o período), teve retração 0,13% de janeiro a março, comparado ao último trimestre de 2017. “Um mercado de trabalho mais fraco do que o esperado e incerteza política e política antes das eleições gerais de outubro de 2018 podem ter tornado os agentes domésticos um pouco mais defensivos”, explica o economista Alberto Ramos.

    Nos EUA, o mercado está atento para os dados da produção industrial de abril. O Federal Reserve divulgou que a produção industrial teve aumento de 0,7% no mês passado após ter tido redução de 0,5% em março. Economistas previam que a produção industrial teria aumento de 0,5%.

    O petróleo WTI reduziu as perdas nas negociações desta quarta-feira após dados terem mostrado uma redução maior do que se esperava nos estoques, que tiveram redução de 1,404 milhão de barris na semana que se encerrou em 11 de maio. Analistas de mercado esperavam que os estoques tivessem redução de 0,763 milhão de barris.

    As ações da Petrobras (SA:PETR4) operam em alta de 1,90%, a R$ 27,30, com os investidores aguardando o final das negociações com o Governo sobre a cessão onerosa, o que pode acontecer na quinta-feira (17). A Vale (SA:VALE3) sobe 2%, para R$ 55,76, mesmo com a leve desvalorização do preço do minério de ferro nos mercados internacionais.

  8. #407
    Member
    Data de afiliação
    May 2018
    Postagens
    70
    Accumulated bonus
    183.64 USD
    Obrigado
    16
    Agradeceu 70 vezes em 22 publicações

    Bovespa recua com exterior negativo; Eletrobras despenca 10%

    O tom negativo prevalecia na bolsa brasileira nesta quarta-feira, em meio a um cenário externo desfavorável a ativos de risco e também repercutindo o noticiário corporativo doméstico, com Eletrobras como destaque negativo e Marfrig (SA:MRFG3) na ponta positiva.

    Às 11:45, o Ibovespa caía 1,74 por cento, a 81.299 pontos. O volume financeiro somava 2,8 bilhões de reais.

    No exterior, o índice MSCI para ações de mercados emergentes recuava 0,8 por cento, com a Turquia sob os holofotes, em meio à forte queda da sua moeda, mas também apreensão sobre comentários do presidente Donald Trump, de que não estaria satisfeito com as negociações comerciais entre EUA e Pequim.

    Em Wall Street, o S&P 500 perdia 0,4 por cento.

    "O viés para os mercados locais é mais negativo hoje, diante de uma cautela crescente no exterior", disse a Guide Investimentos, em nota distribuída a clientes.

    Do noticiário doméstico, também estava no radar promessa do governo de zerar a cobrança da Cide sobre o óleo diesel se o Congresso aprovar reoneração da folha de pagamentos.

    Os destaques foram:

    - ELETROBRAS PNB (SA:ELET6) caía 9 por cento e ELETROBRAS ON (SA:ELET3) desabava 10,3 por cento, após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmar na véspera que a Medida Provisória 814, que trata da privatização da elétrica estatal, não será votada pelo Congresso Nacional e perderá a validade.

    - RUMO recuava 3 por cento, após forte alta na véspera. Em nota recente, o BTG Pactual (SA:BPAC11) destacou que uma potencial queda no preço do diesel seria negativa para a operadora ferroviária, que ganha competitividade em relação ao transporte de caminhões quando o diesel sobe, uma vez que o combustível representa um percentual menor em suas despesas operacionais do que no caso dos caminhões.

    - PETROBRAS PN (SA:PETR4) e PETROBRAS ON (SA:PETR3) caíam 2,7 e 2 por cento, respectivamente, apesar de analistas avaliarem que o acordo envolvendo corte da Cide sobre o diesel é positivo para a companhia. De pano de fundo nesta sessão, o petróleo recuava no exterior. A Petrobras também anunciou nova redução para os preços da gasolina e do diesel nas suas refinarias.

    - VALE (SA:VALE3) perdia 1,5 por cento, também pesando no Ibovespa dada a relevante participação que detém no índice, conforme os preços do minério de ferro voltaram a recuar na China.

    - BRADESCO PN (SA:BBDC4) e ITAÚ UNIBANCO PN (SA:ITUB4) caíam 2,3 e 1,6 por cento, respectivamente, após o 'respiro' na véspera, retomando a trajetória negativa registrada neste mês, com ambos os bancos acumulando queda de cerca de 11 por cento em maio.

    - MARFRIG disparava 7,5 por cento, após a companhia anunciar que o processo de venda da unidade Keystone Foods avançou para a segunda fase e que foram selecionadas cinco empresas para participar dessa etapa. A segunda fase do processo de venda da Keystone prevê apresentação de proposta vinculante em junho, informou a empresa.

    - COSAN (SA:CSAN3) avançava 1 por cento, revertendo perdas do começo da sessão, em meio a avaliação de que o acordo que envolve a redução da Cide sobre preços de combustíveis deve ter efeito negativo pequeno para a produtora de açúcar e etano. No setor, SÃO MARTINHO, que não está no Ibovespa, também melhorou em relação à abertura e subia 0,8 por cento.

  9. #408
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    259
    Accumulated bonus
    29.40 USD
    Obrigado
    38
    Agradeceu 111 vezes em 43 publicações

    Ibovespa futuro inicia sessão desta segunda-feira em queda

    O índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta segunda-feira com valorização de 1,06% aos 78.315 pontos, em dia que o mercado interno deve ditar a tônica do mercado por contado feriado nos Estados Unidos.

    As atenções estarão voltadas para a forma que o mercado local irá receber o acordo anunciado ontem pelo governo federal com os caminhoneiros, que entre outras pontos prevê a redução do preço do óleo diesel em R$ 0,46 por litro por 60 dias, sem mudar a política de reajuste de preços da Petrobras (SA:PETR4).

    O presidente norte-americano, Donald Trump, disse no domingo que uma equipe dos EUA chegou à Coreia do Norte para se preparar para uma cúpula entre ele e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, que Trump havia cancelado na semana passada antes de reconsiderar o encontro.

    O sentimento também foi ajudado pela diminuição de tensões comerciais entre China e EUA, depois que Washington chegou a um acordo para manter a chinesa ZTE em atividade. Os investidores também encontraram consolo depois que dados mostraram que os lucros obtidos pela indústria chinesa subiram em abril no ritmo mais rápido em seis meses.

  10. #409
    Junior Member
    Data de afiliação
    May 2018
    Postagens
    16
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    39
    Agradeceu 1 vezes em 1 publicaçaõ

    Ibovespa cai com pressão da Petrobras e Eletrobras

    O Ibovespa abriu o pregão hoje (05) em baixa de 0,5% com 78.201 pontos registrados às 10h15. O índice volta a oscilar, após iniciar a semana com alta de 1,76%, e as ações da Petrobras (SA:PETR4) com valorização de 8,87% nas ações preferenciais. Nos EUA, o índice Dow Jones sobe 0,03%, o S&P 500 +0,45% e o Nasdaq +0,23%.

    No cenário econômico interno, destaque para a produção industrial brasileira, que teve um crescimento de 0,8% de março para abril deste ano, segundo dados da Pesquisa Industrial Mensal. A alta veio depois de uma queda de 0,1% em março.

    O dólar iniciou o dia em alta, cotado a R$ 3,7644 na venda depois de queda ontem de 0,62%. Investidores continuam acompanhando os desdobramentos políticos após a greve dos caminhoneiros, atentos aos rumos da política de preços da Petrobras e ao cenário eleitoral da disputa presidencial de outubro.

    A estatal anunciou nesta terça-feira que atingiu o limite estipulado de US$ 4 bilhões em uma oferta de recompra de títulos, de um total ofertado antecipadamente de US$ 12,835 bilhões, segundo comunicado divulgado ao mercado. Hoje, os papéis caem 2%, para R$ 17,17.

    Eletrobras

    As ações da Eletrobras iniciam a sessão desta terça-feira em queda de 4,29% a R$ 18,09 para as (SA:ELET6) e de 4,74% a R$ 15,50 para as (SA:ELET3), após registrar avanço de quase 9% na sessão de ontem.

    Logo cedo a companhia comunicou que a 49ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, concedeu liminar determinando que a companhia e suas subsidiárias Amazonas Distribuidora, Centrais Elétricas de Rondônia, Eletroacre, Companhia Energética de Alagoas e Companhia Energética do Piauí, se abstenham de dar prosseguimento ao processo de desestatização.

    A decisão determina ainda que as companhias apresentem, individualmente ou de forma coletiva, no prazo de até 90 (noventa) dias, estudo sobre o impacto da privatização nos contratos de trabalho em curso.

    Magazine Luiza

    O Credit Suisse cortou a recomendação para as ações do Magazine Luiza (SA:MGLU3) de outperform (desempenho acima da média do mercado) para neutra após uma expressiva valorização de 55,4% em 2018, contra 2,9% do Ibovespa, mostra um relatório enviado a clientes na noite desta segunda-feira (4). As ações caem 3%, para R$ 120,49.

    Apesar da revisão, o banco reiterou a visão positiva sobre os papéis da varejista e o futuro da companhia e ampliou o preço-alvo estimado de R$ 75 para R$ 120. “Em um momento em que as varejistas brasileiras não estão conseguindo superar as estimativas, a MGLU3 tem sido um consolo”, dizem os analistas Tobias Stingelin, Pedro Pinto e Leandro Bastos.

  11. <a href="">Форекс портал</a>
  12. #410
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    339
    Accumulated bonus
    33.90 USD
    Obrigado
    25
    Agradeceu 212 vezes em 85 publicações

    Santander derruba preço-alvo para o Ibovespa

    O Santander (SA:SANB11) revisou para baixo o preço-alvo para o Ibovespa de 97 mil pontos para 78 mil pontos ao adotar uma visão mais cautelosa para o Brasil. A equipe de estratégia da América Latina avalia que o balanço de riscos tanto domésticos quanto internacionais tem se deteriorado. O número representa um potencial de valorização de aproximadamente 11% para o índice.

    “Dos quatro pilares que sustentaram nossa visão positiva anteriormente, apenas um permanece factual: patamar atual de valuation justo, com Preço/Lucro projetado de 11 vezes. No entanto, os outros três pilares se deterioraram”, aponta o banco em um relatório enviado a clientes nesta quinta-feira (21).

    Segundo os analistas, o crescimento dos lucros agora tem risco de queda. O crescimento médio estimado é de 17% até 2019 após a revisão do PIB de 3,2% para 2% este ano. Outro ponto é a realocação potencial de ativos domésticos temporariamente paralisada e, por fiim, a pouca visibilidade sobre a aprovação das reformas fiscais dada a ainda baixa conscientização da população sobre o tema.

    Preferência

    O banco destaca que os setores preferidos são: “instituições financeiras devido ao pagamento de dividendo crescente, saneamento básico & energia elétrica, que possuem baixa sensibilidade em relação ao comportamento do índice Ibovespa com potencial de crescimento atrativo; papel & celulose, por comporta-se como forte hedge cambial e, por fim, o setor de saúde, que apresenta empresas com sólidos desempenhos operacionais e preços razoáveis”.
    Last edited by Fernando Maya; 06-22-2018 at 11:59 AM.

+ Responder ao Tópico

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts