photo
Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

    If this is your first visit, be sure to check out the FAQ by clicking the link above. You may have to register before you can post: click the register link above to proceed. To start viewing messages, select the forum that you want to visit from the selection below.

    InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!

+ Responder ao Tópico
Página 62 de 62 FirstFirst ... 1252606162
Resultados de 611 a 620 de 620

Thread: | Brasil - Notícias |

  1. #611
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    48
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    4
    Agradeceu 2 vezes em 1 publicaçaõ

    Produção florestal cresce 3,4% e atinge R$ 19,1 bi em 2017, diz IBGE

    A produção florestal brasileira atingiu R$ 19,1 bilhões no ano passado, um aumento de 3,4% em relação a 2016, divulgou nesta quinta-feira (20) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Desse total, R$ 14,8 bilhões (77,3%) vieram de florestas plantadas para fins comerciais (silvicultura) e 4,3 bilhões (1,9%) da exploração de recursos naturais (extrativismo).

    O valor de produção correspondente à silvicultura supera o do extrativismo desde 2000. A área de floresta plantada somou 9,8 milhões de hectares em 2017, sendo 75,2% compostos de eucalipto, 20,6% de pínus e 4,2% de outras espécies.

    O IBGE registrou produção florestal em 4,8 mil municípios brasileiros. A madeira continua sendo o principal produto florestal e representou 90% do valor de produção no ano passado, considerando os números da silvicultura e da exploração. Ela é usada principalmente como matéria-prima para a indústria de papel e celulose, para a produção de móveis e também na construção naval e civil.

    É importante destacar que o levantamento só considera a extração legal de madeira, já que é feito a partir de documentos do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

  2. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a ulier22 por este post útil:

    Unregistered (2 )

  3. <a href="https://www.instaforex.com/company_news">Форекс портал</a>
  4. #612
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    48
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    4
    Agradeceu 2 vezes em 1 publicaçaõ

    Governo estima conceder R$ 376 bi em incentivos fiscais em 2019

    O governo federal estima que concederá no ano que vem R$ 376,198 bilhões em incentivos fiscais, valor equivalente a 5,1% do Produto Interno Bruto (PIB).

    Deste total, R$ 306,9 bilhões correspondem a renúncias de tributos e R$ 69,8 bilhões, a subsídios.

    A previsão foi apresentada na proposta de orçamento de 2019, enviada ao Congresso Nacional.

    Os números apresentados na proposta orçamentária do ano que vem mostram estabilidade na comparação com 2018.

    Isso porque, neste ano, os benefícios fiscais estão estimados em R$ 376,323 bilhões (R$ 125 milhões a menos), cerca de 5,4% do PIB.

    Os benefícios fiscais só perderão validade se as leis que os instituíram forem alteradas pelo Congresso.

  5. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a ulier22 por este post útil:

    Unregistered (2 )

  6. #613
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    65
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    4
    Agradeceu 3 vezes em 3 publicações

    ANP aprova pagamento adicional de R$ 706 milhões em subvenções ao diesel à Petrobras

    A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou o pagamento de R$ 706,6 milhões de reais à Petrobras referente ao programa de subsídio ao diesel do governo federal, somando agora um total de aproximadamente R$ 1,6 bilhão em subvenções aprovadas à petroleira, informou a autarquia em nota nesta quinta-feira (20).

  7. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a forumforex por este post útil:

    Unregistered (2 )

  8. #614
    Junior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    29
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    2
    Agradeceu 2 vezes em 2 publicações

    Brasil gerou mais de 100 mil empregos com carteira assinada em agosto, diz Temer

    O presidente Michel Temer publicou uma mensagem no Twitter nesta quinta-feira (20) na qual informou que o Brasil gerou mais de 100 mil empregos carteira assinada em agosto.

    Na mensagem, Temer afirma que o número é referente ao resultado do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

    "Fui informado que o país criou mais de 100 mil empregos com carteira assinada em agosto. Isto é prova que o Brasil está no rumo certo. Em plena recuperação. #Caged", publicou o presidente (veja na imagem acima).

    Fonte G1

  9. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a usuarioforum por este post útil:

    Unregistered (2 )

  10. #615
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    62
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    3
    Agradeceu 4 vezes em 2 publicações

    Brasil

    As famílias brasileiras estão pagando mais barato por produtos e serviços específicos que englobam o IPC. Os dados publicados movimentaram o foram o gás para o BRL ante moedas ao redor do mundo. Confira os dados

    IPC-Anual- Atual:4,28% Prévio:4,30%
    IPC-Mensall- Atual:0,09% Prévio:0,13%

  11. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a BrasilForeingExchange por este post útil:

    Unregistered (2 )

  12. #616
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    65
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    4
    Agradeceu 3 vezes em 3 publicações

    Dólar oscila, após cair a R$ 4,05, com exterior e eleição

    O dólar oscila nesta sexta-feira (21), mantendo o patamar do dia anterior abaixo de R$ 4,10, enquanto os investidores aguardam novas pesquisas de intenções de voto à Presidência da República, em dia de alta da moeda norte-americana ante outras divisas de emergentes.

    Às 11h14, a moeda norte-americana caía 0,03%, vendida a R$ 4,0744.

    Na mínima do dia, a divisa dos EUA atingiu R$ 4,0598. Na máxima, chegou a R$ 4,0954. No ano, a moeda acumula alta de 23%.

  13. Os seguintes 2 Usuários Dizem Obrigado o a forumforex por este post útil:

    Unregistered (2 )

  14. #617
    Senior Member
    Data de afiliação
    May 2018
    Postagens
    146
    Accumulated bonus
    159.43 USD
    Obrigado
    17
    Agradeceu 138 vezes em 53 publicações

    Próximo presidente enfrentará desafio com Congresso para governar efetivamente o Bras

    A Moody's afirmou nesta quinta-feira que o novo presidente do Brasil enfrentará desafios em seu relacionamento com o Congresso Nacional para conseguir "efetivamente" governar, independentemente de quem sair vencedor na disputa pelo Palácio do Planalto em outubro.

    Em relatório, a agência de classificação de risco destacou que seu cenário base não contempla a aprovação de uma extensa reforma previdenciária. Em outra frente, a Moody's também espera que a regra do teto de gastos, que limita o crescimento das despesas do governo à inflação do ano anterior, seja modificada no próximo governo.

    "No entanto, também esperamos que um trabalho no relacionamento com o Congresso levaria à aprovação de uma reforma da Previdência, apoiando a consolidação fiscal e impulsionando a confiança dos investidores", afirmou Gersan Zurita, vice-presidente sênior da Moody's.

    A agência apontou, por outro lado, que se a continuidade das reformas não for assegurada, a dinâmica fiscal adversa continuará e a volatilidade do mercado pesará na recuperação econômica.

    "Em um cenário de continuidade de política, a Moody's espera uma recuperação gradual do crédito, riscos estáveis de ativos e rentabilidade sólida. Sob um cenário de ruptura, os custos de crédito aumentariam, mas a capitalização dos bancos permaneceria estável, enquanto a indústria de seguros continuaria a desafiar a turbulência política e estagnação econômica", acrescentou.

    Mais cedo nesta quinta-feira, a agência de classificação de risco Fitch também se manifestou a respeito do horizonte que se desenha para o Brasil, pontuando que as eleições presidenciais trazem grandes incertezas em relações às reformas e que o fracasso em atacar os problemas fiscais é um fator negativo para o avaliação do crédito do país.

  15. The Following User Says Thank You to Mike_Mike For This Useful Post:

    Unregistered (1 )

  16. #618
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    48
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    4
    Agradeceu 2 vezes em 1 publicaçaõ

    Arrecadação federal soma R$ 109 bilhões e tem o melhor mês de agosto em 4 anos

    A arrecadação com impostos, contribuições e demais receitas teve crescimento real (acima da inflação) de 1,08% em agosto deste ano e atingiu R$ 109,751 bilhões, informou nesta sexta-feira (21) a Secretaria da Receita Federal.

    Foi o maior valor para meses de agosto desde 2014, ou seja, em quatro anos. No mesmo mês do ano passado, a arrecadação federal somou R$ 108,576 bilhões (valor corrigido pela inflação).

    De acordo com a Receita Federal, o mês de agosto também foi o décimo mês consecutivo em que a arrecadação federal teve crescimento real frente ao mesmo período do ano anterior. A última queda foi em outubro do ano passado, mas o resultado foi influenciado pela receita extra com a chamada "repatriação", em outubro de 2016.

    A alta da arrecadação acontece em um momento de reaquecimento, ainda que mais fraco do que esperado, da economia, que saiu da recessão no ano passado – quando o Produto Interno Bruto (PIB) registrou um crescimento de 1%, depois de dois anos de recessão.

    Os valores arrecadados também estão sendo influenciados positivamente pelas receitas com "royalties" do petróleo – por conta da alta do preço do produto no mercado internacional. Em agosto deste ano, a arrecadação dos "royalties" subiu 24,63% em termos reais (acima da inflação), para R$ 2,56 bilhões.

    Parcial do ano

    No acumulado dos oito primeiros meses deste ano, a arrecadação total somou R$ 953,621 bilhões, com crescimento real de 6,94% na comparação com o mesmo período do ano passado. Também foi a maior arrecadação para o período desde 2014, isto é, em quatro anos.

    A Receita Federal informou que cresceu, nos oito primeiros meses deste ano, a arrecadação com parcelamentos (Refis, incluindo também a dívida ativa), além da alta nas receitas com combustíveis, devido ao aumento da tributação, e, também, da arrecadação oriunda de ações de cobrança efetuadas pelo Fisco.

    A arrecadação de "royalties" do petróleo foi outro fator que ajudou bastante a arrecadação na parcial deste ano – quando os valores somaram R$ 38,406 bilhões, com alta real de 49,20% frente ao mesmo período de 2017 (R$ 24,866 bilhões).

    Meta fiscal

    O comportamento da arrecadação é importante porque ajuda o governo a tentar cumprir a meta fiscal, ou seja, o resultado para as contas públicas.

    Para 2018, a meta em vigor é de déficit (resultado negativo, sem contar as despesas com juros) de até R$ 159 bilhões.

    No ano passado, o rombo fiscal somou R$ 124 bilhões. Foi o quarto ano seguido de rombo nas contas públicas e o segundo pior resultado da história.

    Houve, entretanto, melhora frente ao déficit primário de 2016, que atingiu o recorde de R$ 161,27 bilhões (valor revisado), o equivalente a 2,6% do PIB.

    A consequência de as contas públicas registrarem déficits fiscais seguidos é a piora da dívida pública e impactos inflacionários. A previsão do governo é de que as contas do governo retornem ao azul somente em 2022.

    Fonte G1

  17. #619
    Junior Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    29
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    2
    Agradeceu 2 vezes em 2 publicações

    Gastos de brasileiros no exterior mantêm trajetória de queda e caem 20,8% em agosto

    Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 1,382 bilhão em agosto deste ano, informou nesta segunda-feira (24) o Banco Central. O valor representa uma queda de 20,8% frente ao mesmo mês do ano passado, quando as despesas lá fora somaram US$ 1,745 bilhão.

    É o terceiro mês consecutivo de queda nas despesas de brasileiros no exterior na comparação com o mesmo mês de 2017.

    De janeiro a agosto, no entanto, as despesas de brasileiros lá fora ainda apresentam alta na comparação com 2017. Os gastos nos oito primeiros meses de 2018 (US$ 12,686 bilhões) foi 2% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado (US$ 12,429 bilhões).

    Fonte: G1

  18. <a href="http://www.mt5.com/">Форекс портал</a>
  19. #620
    Member
    Data de afiliação
    Aug 2018
    Postagens
    48
    Accumulated bonus
    0.00 USD
    Obrigado
    4
    Agradeceu 2 vezes em 1 publicaçaõ

    Mercado projeta mais inflação para este ano e vê alta menor do PIB

    Analistas das instituições financeiras baixaram marginalmente a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) neste ano e também passaram a prever uma inflação mais alta para 2018 e de 2019.

    As expectativas constam no boletim de mercado, também conhecido como relatório "Focus", divulgado nesta segunda-feira (24) pelo Banco Central. O relatório é resultado de levantamento feito na semana passada com mais de 100 instituições financeiras.

    Para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, o mercado financeiro elevou a estimativa de 4,09% para 4,28% para este ano. Foi a segunda alta seguida do indicador.

    Com isso, a expectativa do mercado segue abaixo da meta de inflação, que é de 4,5% neste ano, e dentro do intervalo de tolerância previsto pelo sistema. A meta terá sido cumprida se o IPCA, a inflação oficial do país, ficar entre 3% e 6% em 2018.

    A meta de inflação é fixada pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Para alcançá-la, o Banco Central eleva ou reduz a taxa básica de juros da economia (Selic).

    Para 2019, os economistas das instituições financeiras elevaram sua estimativa de inflação de 4,11% para 4,18%. A meta central do próximo ano é de 4,25%, e o intervalo de tolerância do sistema de metas varia de 2,75% a 5,75%.

    ESTIMATIVAS DO RELATÓRIO FOCUS

    PREVISÃO 2018 2019

    Produto Interno Bruto (PIB) 1,35% 2,50%
    Inflação 4,28% 4,18%
    Taxa básica de juros (Selic) 6,50% 8%
    Dólar R$ 3,90 R$ 3,80
    Balança comercial (saldo) US$ 55 bilhões US$ 47 bilhões
    Investimento estrangeiro direto US$ 67 bilhões US$ 75,3 bilhões

    Produto Interno Bruto
    Para o PIB deste ano, a previsão do mercado financeiro recuou de 1,36% para 1,35% na semana passada. Essa foi a quinta queda seguida do indicador.

    O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia.

    Para o ano que vem, a expectativa do mercado para expansão da economia continuou em 2,50%. Os economistas dos bancos também não alteraram a previsão de expansão da economia para 2020 e para 2021 – que continuou em 2,5% para esses anos.

    No fim do mês passado, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que o PIB brasileiro cresceu 0,2% no 2º trimestre de 2018, na comparação com os três meses anteriores.

    O resultado foi sustentado pelo setor de serviços e pressionado por forte queda da indústria e dos investimentos, reforçando a leitura de perda de ritmo e recuperação ainda mais lenta da economia brasileira.

    Outras estimativas
    Taxa de juros - O mercado manteve estável em 6,50% ao ano a estimativa para a taxa básica de juros da economia, a Selic, ao final de 2018 – atual patamar e piso histórico. Para o fim de 2019, a expectativa do mercado financeiro para a Selic continuou em 8% ao ano. Deste modo, os analistas seguem prevendo alta dos juros no ano que vem.
    Dólar - A projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2018 subiu de R$ 3,83 para R$ 3,90 por dólar. Para o fechamento de 2019, avançou de R$ 3,75 para R$ 3,80 por dólar.
    Balança comercial - Para o saldo da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações), a projeção em 2018 continuou em US$ 55 bilhões de resultado positivo. Para o ano que vem, a estimativa dos especialistas do mercado para o superávit recuou de US$ 48 bilhões para US$ 47 bilhões.
    Investimento estrangeiro - A previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil, em 2018, caiu de US$ 67,5 bilhões para US$ 67 bilhões. Para 2019, a estimativa dos analistas permaneceu inalterada em US$ 75,3 bilhões.


    Fonte: Boletim Focus - Banco Central do Brasil BC
    Last edited by ulier22; Today at 03:45 PM.

+ Responder ao Tópico

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts

Select Language