photo
Ganhe até
$50000
por convidar amigos
para receber o Bônus StartUp
da InstaForex
Não é necessário investimento!
Comece a negociar sem
investimentos e riscos
COM O NOVO BÔNUS
STARTUP 1000$
Receba o bônus
55%
da InstaForex
em todos os depósitos
  1. InstaForex affiliate program - the highest rewards on Forex! Earn by attracting clients! We pay up to 67% from company's profit!
+ Responder ao Tópico
Página 54 de 61 FirstFirst ... 4445253545556 ... ÚltimoÚltimo
Resultados de 531 a 540 de 609

Thread: | Brasil - Notícias |

  1. #531
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    352
    Accumulated bonus
    30.40 USD
    Obrigado
    22
    Agradeceu 187 vezes em 82 publicações

    Cade aprova por maioria acordo entre Itaú Unibanco e XP Investimentos

    Name:  itaucompraxp-640x373.jpg
Views: 39
Size:  39.6 KBO plenário do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou nesta quarta-feira, por maioria, o acordo entre XP Investimentos e Itaú Unibanco mediante condições que buscam garantir a concorrência no setor financeiro.

    Entre as exigências que constam do parecer do relator Paulo Burnier, vencedor por 5 votos a 2 no plenário, é a de que o Itaú se comprometa a não discriminar plataformas concorrentes da XP. Outro compromisso refere-se à não discriminação, pela XP, de ofertantes de produtos de investimentos concorrentes do Itaú.

    Entre as restrições estão também as limitações dos poderes de influência do Itaú na XP, que já consta do acordo entre as empresas que trata da aquisição de 49,9 por cento do capital votante da XP pelo Itaú.

  2. <a href="http://www.mt5.com/forex_humor">Форекс портал</a>
  3. #532
    Moderator
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    55
    Obrigado
    6
    Agradeceu 4 vezes em 4 publicações

    CSN vê impacto reduzido de tarifas dos EUA, cobra posição do Brasil

    Name:  csn.jpg
Views: 33
Size:  55.3 KBA Companhia Siderúrgica Nacional (CSN ) avalia como irrelevante para a empresa o impacto das tarifas de importação dos Estados Unidos sobre aço e alumínio, mas acredita que o Brasil precisa se posicionar para enfrentar um eventual crescimento de importações no país pela China.

    O presidente-executivo do grupo siderúrgico, Benjamin Steinbruch, afirmou que a companhia exportou para os EUA no ano passado 350 mil toneladas de aço, o que representou 6 por cento da produção da companhia.

    "Essas 350 mil toneladas já direcionamos para o mercado interno por causa da recuperação da economia (do Brasil)", disse Steinbruch a analistas do setor e jornalistas nesta terça-feira.

    Segundo ele, "o problema é a importação. (O Brasil) importou 1,5 milhão de toneladas de produtos acabados (de aço no ano passado). Esse problema é muito maior que o problema da exportação", disse.

    "Por isso o Brasil precisa tomar um posicionamento... Temos antidumping sobre a China, mas não aplicamos (as tarifas), mas com essa questão dos EUA cria-se oportunidade de rever isso", afirmou o presidente da CSN.

    Steinbruch afirmou que a CSN tem decisão tomada para dobrar a capacidade de sua usina nos EUA, no Estado de Indiana, para cerca de 800 mil toneladas por ano. O investimento previsto seria de 80 milhões de dólares, mas ao mesmo tempo a companhia também avalia eventual venda do ativo.

    "O investimento para dobrar é muito barato", disse Steinbruch. "Mas se eu já ia vender caro, agora tenho que vender mais caro ainda", brincou o presidente da CSN fazendo referência ao momento positivo da indústria dos EUA e valorização dos ativos no país.

  4. #533
    Moderator
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    55
    Obrigado
    6
    Agradeceu 4 vezes em 4 publicações

    Brasil e Coreia do Sul cogitam se unir contra imposição de taxas de aço dos EUA - Jor

    A decisão dos EUA de sobretaxar em 25% as importações de aço e em 10% as de alumínio foi discutida na segunda-feira (19) numa reunião do presidente Michel Temer com o primeiro-ministro da Coreia do Sul, Nak-Yon Lee, que veio ao País para participar do 8º Fórum Mundial da Água. O país asiático é um dos prejudicados pela medida. Segundo fontes do Planalto, as autoridades dos dois países já estavam em busca de alguma ação conjunta e Temer e Lee concordaram em somar esforços.

    Já foi ventilada a possibilidade, por exemplo, de uma atuação conjunta na Organização Mundial do Comércio (OMC). Mas esse é um mecanismo que o Brasil só pretende acionar se falharem as negociações para suspender a sobretaxa via setor privado ou numa negociação governo a governo. Os EUA divulgaram nessa segunda-feira (19) um regulamento que detalha como podem ser feitos os pedidos para liberar produtos de aço e alumínio da sobretaxa. Ele deixa claro que quem pode pedir a exclusão são pessoas e empresas americanas que usam aço em atividades como construção, manufatura ou fornecimento a outros usuários.

    Cabe ao secretário de Comércio admitir exceções à sobretaxa. Isso será possível se os itens não forem produzidos nos EUA em quantidade suficiente ou com qualidade satisfatória, diz o regulamento. A exceção pode ser dada também para assegurar a segurança nacional. "É muito importante para os exportadores brasileiros pressionarem os usuários para que peçam a exclusão sobretudo do aço semiacabado, que não é produzido em quantidade suficiente", comentou o consultor Welber Barral, sócio da Barral Mjorge.

    Ou seja, ficou confirmado que os importadores americanos de aço brasileiro são os que podem pedir para liberar o aço brasileiro da sobretaxa. Esses pedidos poderão ser contestados, por exemplo, por fabricantes locais que concorram diretamente com as exportações do Brasil. As exceções serão concedidas produto a produto e empresa a empresa. Autorizadas, os produtos ficarão livres da sobretaxa pelo prazo de um ano.

  5. #534
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    193
    Accumulated bonus
    19.80 USD
    Obrigado
    64
    Agradeceu 79 vezes em 38 publicações

    Apple Pay estreia no Brasil em parceria com Itaú Unibanco

    Um acordo do Itaú Unibanco com a Apple marca a estreia no Brasil nesta quarta-feira da carteira digital de pagamentos da gigante de tecnologia, o Apple Pay.

    O acordo permite atingir cerca de 1,2 milhão de pessoas, a base de clientes de cartões do banco que simultaneamente têm também ao menos a versão 6 do iPhone.

    A parceria, exclusiva por 90 dias, envolve redes locais de varejo -- como Pão de Açúcar e a rede de lanchonetes The Fifties -- , que oferecerão descontos em compras pagas por meio do aplicativo. Inclui também oferta de desconto aos clientes dos cartões de crédito do Itaú Unibanco na compra de dispositivos da Apple.

    O anúncio marca a crescente aproximação entre instituições financeiras locais com grandes grifes globais de tecnologia. Pouco mais de um mês atrás, o Google anunciou a chegada ao país do Google Pay, serviço que unifica Android Pay e Google Wallet.

    A parceria do Google com o Bradesco (SA:BBDC4) permitiu que clientes do banco com cartões de crédito Visa possam usar smartphones para fazer pagamentos em lojas físicas.

    Pelo lado das empresas de tecnologia, os acordos são uma forma de tentar ampliar a penetração no mercado de meios de pagamento, o que ainda é bastante restrito no Brasil. O Apple Pay tem cerca de 80 milhões de usuários no mundo todo.

    Segundo o diretor-executivo da área de cartões do Itaú Unibanco, Marcelo Kopel, o objetivo principal da parceria com a Apple é criar uma experiência para clientes, evitando por exemplo demora na hora do pagamento.

    "Cria uma experiência positiva no ponto de venda", disse Kopel a jornalistas.

    Devido ao uso de soluções integradas de segurança do próprio banco e da Apple, os pagamentos feitos por meio desse canal não se limitarão a pequenos valores, como é de praxe em soluções que usam o celular para fazer pagamentos.

    Além da Rede, a processadora de pagamentos do próprio Itaú Unibanco, outras adquirentes também poderão processar as operações, mas Kopel não detalhou quais. Kopel disse que nos próximos meses, o pagamento com Apple Pay também deve ser habilitado para a função débito nos cartões do Itaú Unibanco.

  6. #535
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    400
    Accumulated bonus
    33.90 USD
    Obrigado
    25
    Agradeceu 247 vezes em 102 publicações

    BNDES prevê desembolsos de R$13 bi para área de energia elétrica em 2018

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) prevê 13 bilhões de reais em desembolsos para projetos na área de energia elétrica em 2018, com leve recuo de 3 por cento ante os 13,43 bilhões de reais no ano anterior.

    Segundo apresentação do banco obtida pela Reuters, a área de energia já recebeu cerca de 1,6 bilhão de reais em desembolsos no primeiro trimestre, com predomínio de financiamentos a parques eólicos, que receberam quase 960 milhões, e distribuição de eletricidade, com 473 milhões.

    Já projetos de transmissão receberam 110,7 milhões e hidrelétricas tiveram 49 milhões.

  7. #536
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    400
    Accumulated bonus
    33.90 USD
    Obrigado
    25
    Agradeceu 247 vezes em 102 publicações

    BNDES tem salto no lucro do 1ºtri com reversão de provisão e venda de participações

    O BNDES teve lucro líquido de 2,06 bilhões de reais no primeiro trimestre, valor mais que cinco vezes maior que o resultado positivo de 373 milhões obtido um ano antes, afirmou o banco de fomento nesta segunda-feira.

    O resultado foi ancorado pela reversão de despesa de provisão para risco de crédito e por venda de participações societárias detidas pela BNDESPar.

    "A expectativa é de melhora na economia, melhora da saúde financeira das empresas e, aí, o provisionamento nosso reduziu", disse a jornalistas o superintendente de gestão de risco do BNDES, Maurício Chacur.

    No primeiro trimestre do ano passado, o BNDES registrou 3,3 bilhões de reais em provisões para perdas com inadimplência, um salto de 279 por cento sobre a mesma etapa de 2016. Na ocasião, executivos do banco citaram a elevação "refletiu a percepção de piora acentuada de alguns clientes".

    No primeiro trimestre, o BNDES captou 831 milhões de reais com vendas de participações societárias. O principal desinvestimento pela BNDESpar foram ações da Petrobras (SAETR4), que foi responsável por mais de 90 por cento do resultado com alienações. Com isso, a participação do BNDES na petrolífera caiu de 16,54 para 15,98 por cento.

    "Temos uma questão regulatória de reduzir exposição pelo banco que vai mediando sua carteira sob sua perspectiva de retorno e achamos que ali tinha uma perspectiva de uma parcela de retorno", disse o diretor de compliance do BNDES, Marcelo Siqueira.

    A inadimplência do BNDES em operações vencidas há mais de 30 dias subiu no primeiro trimestre para 2,24 por cento ante 2,12 por cento no final de dezembro. Já a inadimplência de mais de 90 dias baixou para 1,62 por cento ante 2,08 por cento no mesmo período.

    Segundo os diretores do BNDES, a maior parte o aumento da inadimplência de curto prazo do banco no primeiro trimestre foi gerada pelo Estado do Rio de Janeiro, cujos créditos estão sendo honrados pela União. Sem o Estado, a inadimplência de mais de 30 dias do BNDES baixaria de 2,24 para 0,98 por cento e o percentual de calotes de mais de 90 dias cairia para 0,36 por cento.

  8. #537
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    284
    Accumulated bonus
    29.40 USD
    Obrigado
    43
    Agradeceu 119 vezes em 48 publicações

    Juro dispara e Tesouro Direto suspende negociação de títulos

    A alta do dólar provocou a disparada dos juros nos mercados futuro e à vista, e levou o Tesouro Nacional a suspender as vendas de títulos no sistema do Tesouro Direto. A suspensão começou às 9h50 e deve ir até o meio-dia, quando então as taxas dos papéis devem se estabilizar e os negócios serão retomados. Toda vez que as taxas flutuam muito, o Tesouro Direto suspende as compras e vendas porque os preços para os pequenos investidores são os mesmos dos grandes, e se as taxas flutuam muito há risco de haver distorções no varejo.

    Ontem, o Tesouro Direto já havia interrompido os negócios, por um período menor, das 14h45 às 15h30, por conta da instabilidade provocada pela surpresa com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que não cortou os juros em 0,25 ponto, para 6,25%, como o mercado esperava. Hoje, o movimento ainda tem um pouco de ajuste a essa surpresa, mas em grande parte é reflexo da alta do dólar, que já chegou a R$ 3,76 para venda no mercado comercial.

    O impacto foi mais forte nos papéis mais curtos e nos prefixados, onde o risco é maior e o impacto do dólar tende a ser mais forte. As LTN, ou Tesouro Prefixado com vencimento em 2021 subiu de 8,52% ontem para 8,71% hoje, antes da suspensão. O papel para 2025 foi para 10,20% ao ano, ante 9,95% ontem.

    Os juros dos papéis corrigidos pela inflação (NTN-B Principal, ou Tesouro IPCA+) saltaram nos prazos mais curtos, para 2024, de 4,77% ontem para 5% ao ano mais IPCA. Os de prazo mais longo, para 2035 e 2045, haviam subido antes da suspensão para 5,50%, ante 5,41% ao ano ontem, uma variação grande para um papel desse prazo e que terá impactos na rentabilidade dos títulos já em circulação. Como o juro sobe, os papéis antigos, com taxas mais baixas, perdem valor momentaneamente. Mas o investidor não precisa se preocupar, pois se não vender o papel agora, vai receber exatamente a rentabilidade contratada na compra. Se vender agora, oficializará o prejuízo.

    O mesmo acontece com os fundos renda fixa, que compram papéis prefixados ou atrelados à inflação, e cujas cotas devem sofrer nos próximos dias. O investidor, porém, não deve se apavorar, pois os juros podem se ajustar um pouco e reduzir as perdas no curto ou médio prazo. Os fundos multimercados também devem sofrer, dependendo das apostas que fizeram na alta ou na baixa dos juros e do dólar.

    Já os fundos DI e as aplicações atreladas aos juros diários tendem a ganhar com a alta dos juros futuros.

  9. #538
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    284
    Accumulated bonus
    29.40 USD
    Obrigado
    43
    Agradeceu 119 vezes em 48 publicações

    Localiza faz parceria com programa de fidelidade Dotz

    A Localiza (SA:RENT3) e a Dotz fecharam acordo nesta quinta-feira por meio do qual agentes de viagens que alugam os carros poderão ganhar recompensas no programa de fidelidade quando alugarem carros.

    Em comunicado, as empresas afirmam que os resgates dos prêmios poderão ser feitos em cinco diferentes canais: portal exclusivo do programa, app e central de atendimento Dotz, caixas eletrônicos do Banco do Brasil (SA:BBAS3) (para os correntistas) e nas lojas físicas parceiras Dotz.

    Com o programa de coalizão, os participantes também poderão somar os Dotz acumulados no MultiPrêmios com os que eles ganham com outros parceiros da Dotz.

    Segundo a Dotz, em sete dias o número de adesões projetado para os primeiros 30 dias já foi alcançado e já teve mais de mil resgates por produtos e serviços.

    "Continuaremos trazendo mais parceiros para a coalizão profissional de viagens, como Seguro Viagem, Cruzeiros Marítimos e companhias aéreas internacionais", disse Fábio Santoro, presidente da Dotz Incentivos.

  10. #539
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    284
    Accumulated bonus
    29.40 USD
    Obrigado
    43
    Agradeceu 119 vezes em 48 publicações

    Tesouro pode atuar com BC para dar mais equilíbrio aos mercados financeiros, Guardia

    Diante da forte pressão que os mercados financeiros vêm sofrendo nas últimas semanas, o Tesouro Nacional pode vir a atuar em conjunto com o Banco Central para trazer mais equilíbrio, apesar de reconhecer que o movimento de valorização do dólar é global e que não poderá ser contido pelo governo.

    "Temos os instrumentos e podemos agir em conjunto com o BC para prevenir, evitar volatilidade no mercado de câmbio e juros", afirmou Guardia em inglês, ao participar de conferência com a imprensa internacional.

    O tom do ministro subiu um pouco em relação à sexta-feira, quando em entrevista à Reuters afirmou que a ação do Tesouro não seria mudada diante dos movimentos do mercado financeiro e após o BC anunciar intervenção mais forte.

    A autoridade monetária reforçou, pela segunda semana consecutiva, a atuação no mercado de câmbio, triplicando a oferta de novos swaps cambiais e frisou que sua atuação no câmbio era separada da política monetária. E acrescentou que se reservava o direito de realizar atuações discricionárias caso necessário.

    Na semana passada, o BC vendeu por dia apenas 5 mil novos swaps --equivalentes à venda futura de dólares. O dólar recuava cerca de 0,70 por cento neste pregão, ao redor de 3,70 reais, depois de ter saltado para próximo de 3,80 reais na semana passada.

    "Não podemos mudar a direção do câmbio", afirmou Guardia, afirmando que nesse cenário o governo só pode agir para evitar a volatilidade. Ele reiterou que o processo de normalização da política monetária dos Estados Unidos tem pressionado os mercados cambiais, com temores de que os juros do país subam mais do que o esperado e afetem o fluxo global de capitais.

    A última vez que o BC atuou em conjunto com o Tesouro foi há um ano, quando delações de executivos do grupo J&F atingiram em cheio o presidente Michel Temer. Naquele momento, o Tesouro suspendeu parte de seus leilões tradicionais, e fez diversas ações extraordinárias de compra e venda de títulos.

    As taxas dos DIs, seguindo a tendência externa e do dólar, saltaram nas últimas semanas. O contrato com vencimento em janeiro de 2021, um dos mais líquidos, havia subido 0,96 ponto percentual só neste mês, até o pregão passado.

    "O Tesouro não é responsável por atuar ou intervir no mercado de câmbio, mas como temos grande colchão de liquidez no Tesouro, nos dias em que temos maior volatilidade ... o Tesouro pode não por mais pressão no mercado", afirmou Guardia.

    O ministro destacou ainda que o Brasil tem forte proteção externa e boa capacidade para absorver eventuais impactos vindos de fora. Ele citou as elevadas reservas internacionais, baixa inflação, baixos juros e baixo déficit em transações correntes.

    Guardia também disse esperar que a tensão comercial entre China e EUA arrefeça, mas pode que ela poderia criar oportunidades para o Brasil.

  11. <a href="">Форекс портал</a>
  12. #540
    Senior Member
    Data de afiliação
    Nov 2017
    Postagens
    400
    Accumulated bonus
    33.90 USD
    Obrigado
    25
    Agradeceu 247 vezes em 102 publicações

    Brasil tem superávit de US$620 mi nas transações correntes em abril, diz BC, abaixo

    O Brasil registrou superávit em transações correntes de 620 milhões de dólares em abril, no azul pelo terceiro mês consecutivo, o que levou o saldo negativo em 12 meses a 0,43 por cento do Produto Interno Bruto (PIB), informou o Banco Central nesta quinta-feira.

    Em pesquisa Reuters, a expectativa era de superávit de 1,1 bilhão de dólares. No mês, os investimentos diretos no país (IDP) somaram 2,6 bilhões de dólares, abaixo da projeção de analistas de 3,0 bilhões de dólares.

+ Responder ao Tópico

Permissões de postagens

  • You may not post new threads
  • You may not post replies
  • You may not post attachments
  • You may not edit your posts

Select Language